quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Ataque Satanico ao Coração Humano


OS PERIGOS DO PROFETISMO MODERNO





Nossa boca deveria somente ser instrumento de bênçãos para adorar a Deus, comunica a mensagem da cruz e o nosso coração para amar a verdade de Deus e o Deus de toda a verdade. Mas infelizmente, a realidade é completamente diferente. A pratica da vida cristã de muitos não passa de um blefe espiritual. Eu conheci o evangelho em 1984 quando tive contato com a minha primeira bíblia, e comecei a ler e a estudar. Reconheci que era pecador e em 1994 eu tomei uma decisão publica de algo que já havia sido decidido dentro do meu coração: Seguir a Cristo. Desde então, tenho passado pelos caminhos eclesiásticos, de forma a reagir como se fosse um pobre solitário no meio da confusão do sistema religioso “gospel” que vivemos hoje. É difícil, porque levar a sério as Escrituras e tomar as verdades como fundamentos para a vida cristã, traz implicações sérias na vida pessoal. Nunca tive medo do progresso na fé. O  aperfeiçoamento sempre foi meu alvo.
 Eu quero entrar em um assunto um tanto controverso. Faz parte da minha experiência e de minha reação de protesto, contra o erro. Desde que me converti, aprendi, por força da tradição religiosa, que Deus ainda revela a sua vontade, á parte das escrituras e na pratica real, contra o que já está revelado. Pouco a pouco percebi que a fraude sela a maior parte desse fenômeno e a subjetividade trata de preencher o restante. Das experiências que tive, ao longo dos anos, decepcionante por sinal. O “avivalismo moderno” não preenche os requisitos bíblicos da regra de seguir a lei e o testemunho (Isaias 8:20)  Eu ouvi, vi tive noticias de tantas coisas terríveis que acontece no meio evangélico apostata.  Porquanto, milhares de pessoas dizem que são “usadas por Deus” e declaram mensagens e profecias com a assinatura “Assim diz o Senhor” não tenho medo de dizer que essa pratica faz com que o mundo carismático seja culpado de um erro gravíssimo e de um pecado que não inocentará muitos desavisados: que não devemos tomar o nome do Senhor em vão, porque Deus não terá por inocente quem tomar o seu nome em vão” (Êxodo 20:7). Dias atrás estivemos visitando uma tia de minha esposa, ela estava gravemente enferma, no dialogo, ela comentou que “Deus”já tinha avisado através de um “profeta” que ela ia passar por uma grande prova, mas que Deus ia conceder a vitória (A cura) dias depois ela morreu. Alguns meses atrás, um membro de minha denominação fez uma visita de amparo para alguém também enfermo, durante a visita foi pregado o evangelho, depois de alguns dias, apareceu um desses “profetas” e afirmou que se toda a família se convertesse, o moribundo seria curado. Mas ele morreu, e agora nenhum deles querem saber do evangelho.  “O hipócrita com a boca destrói o seu próximo, mas os justos se libertam pelo conhecimento”(Provérbios 11:29)Outro dia, um “profeta” chegou até os ouvidos da minha esposa para lhe dar o aviso que Deus estava ouvindo suas orações pela madrugada, mas a minha esposa não ora pela madrugada,  ora durante o dia. Um certo amigo meu, está decepcionado COM Deus, sua filha enferma, desde tenra idade faleceu, mesmo que alguns “profetas” tenham garantido a cura com a assinatura mística “Do assim diz o Senhor”, conheço outro jovem, hoje casado, que perdeu sua amada mãe, sofreu uma grande decepção, porque muitos tinham “profetizado” que ela ia receber a cura. A bíblia adverte que o falso discurso engana (Tiago 1:22) Conheço alguns candidatos a cargo publico que receberam chuvas de profecias de “vitória”em época de eleição, e perderam...um amigo pastor meu disse, que na sua cidade, certo candidato evangélico recebeu “profecias” que ia ganhar as eleições e ganhou apenas uns míseros poucos votos e foi uma vergonha...Certo dia ouvi de alguém próximo na nossa comunidade, uma moça que estava grávida, e recebeu a “profecia” que era um vara e Nasceria perfeito, mas nasceu uma menina e morreu por conseqüências de uma enfermidade séria. Certo amigo e pastor contou pra mim, que certa “profeta” conhecida na sua cidade, profetizou que uma grande catástrofe, uma inundação, destruiria a sua cidade, chegou o dia fatídico e nada aconteceu. Outro pastor amigo meu, falo acerca de um companheiro do seu ministério que recebeu a revelação do dia e da hora da volta de Jesus, e chegando à data “profetizada” nada aconteceu. Outro dia vi um vídeo de certo pregador profetizando para um pastor de renome que “Deus lhe concederia muitos anos de vida, e o pastor de renome morreu alguns meses depois. Exemplos mais famosos como o caso de Miranda Leal e muitos outros que profetizaram o arrebatamento da igreja para a virada do milênio e nada aconteceu. Eu poderia passar horas e horas, citando exemplos e mais exemplos, e não tenho medo de errar, em afirmar que não há um movimento que mais peque com relação a êxodo 20:7 do que o movimento carismático. São anos e anos, vendo e ouvindo esse tipo de coisa; muitas e muitas furadas, e quero ser bem sincero, em mais de vinte anos,praticamente tudo o que ouvi nunca se cumpriu em lugar algum! Com raríssimas exceções, e ainda assim, o que foi predito e cumprido, não foi passado pelo teste dos espíritos de I João 4:1 a 5. Por isso mesmo, dado ao fato de que no espiritualismo também se pode acertar acerca do futuro e predizer coisas que ainda não aconteceram, não é, pois de nada admirável  que onde não se tem a bíblia como autoridade infalível e os espíritos não são testados, a probabilidade de engano é muito grande.
Eu confesso que fiquei estarrecido ao ler um artigo que citava  Rick Joyner, famoso “profeta” americano que endossa o movimento da Nova Reforma Apostólica, ao declarar que um profeta carismático pode falhar na sua predição e mesmo assim continuar sendo verdadeiro profeta. Ora,as escrituras são claras, quando afirma que a mentira é a conseqüência de um espírito de falsidade (Miqueias 2:11)O artigo critico, cita as falácias dos profetas modernos, suas ambigüidades e suas profecias falidas, mas ainda continuam exercendo o “ministério profético” as custas do povo crédulo que gosta desse tipo de espetáculo. Ora isso era muito diferente do ministério dos verdadeiros apóstolos do novo testamento, pois exortava a igreja e os cristãos sem promover qualquer tipo de engano (Veja I Tessalonicenses 2:3)  De um modo geral, desconfio do discernimento da maioria. Porque mesmo diante das mais bizarras falácias quando o assunto é “profecias modernas” todos os que endossam essa teoria, vivem um verdadeiro faz de conta, a fabula de que nada aconteceu. Não conseguem enxergar o obvio e as advertências bíblicas sobre os falsos profetas (II Pedro 2:1 Mateus 7:11-15 etc) nem a seriedade de tomar o nome do Senhor em vão, e atribuir uma mentira a Deus, comparando-o com o diabo (João 8:44) Mas as escrituras não testificam que a Boca do Senhor profere apenas o que é verdadeiro? (Leia Provérbios 8:7) Por isso o assunto é sério. A minha volta está cheia de gente decepcionada e de pessoas que professam o cristianismo e ousam usar a formula “assim diz o Senhor” sem qualquer vestígio de temor, ainda que nunca percebam que nem mesmo os apóstolos  os escritores do Novo Testamento nunca usaram isso para selar a autoridade do que ensinaram.”Desvia de ti a falsidade da boca”(Provérbios 4:24)  Deus é 100% correto e santo, nunca poderia revelar uma mentira para ninguém e jamais poderia inspirar coisas falsas e subjetivas, Deus não é Deus de confusão (I Coríntios 14:42) Deus não pode mentir (Tito 2:2) é impossível que Deus minta (Hebreus 6:18) Todos os que falam algo em nome do Senhor, precisam ter o selo da sua verdade e essa verdade está penas na Palavra revelada “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade” (João 17:17).”Porquanto ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes para com todos os santos, por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual já antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho”(Colossenses 1:4 e 5) Cristo nunca pode inspirar alguém a pronunciar um engano, por menor que seja pois na sua boca não se achou engano (II Pedro 2:22) por isso na boca dos seus seguidores, não pode existir engano, essa é uma das características dos verdadeiros seguidores de Cristo, os que seguem o cordeiro para onde quer que Ele vá possuem este distintivo “Na sua boca não se achou engano, porque são irrepreensíveis diante do trono de Deus” (Apocalipse 14:5).   Certo dia, um desses “profetas” que são tão reverenciados ao ponto de muitos buscarem “consultas” por telefone, anunciou que dentro de alguns dias, alguém que era parente de um amigo meu ia se converter. Anos se passaram, e aquela pessoa nunca se converteu.  Outro dia em certo culto, ouvi um “profeta” anunciar que certa pessoa iria receber  algo muito breve mas tal coisa  nunca aconteceu, embora seria algo breve, são centenas de exemplos desse tipo, mas esse tipo de falácia não á Marca de um remanescente, pois as escrituras dizem que na boca dos fieis não se achará língua enganosa(Sofonias 3:3)  Faz pouco tempo, alguém da família me disse que certa “profeta” anunciou que “Deus “ Deus tinha revelado que um vizinho estava fazendo “feitiço” para ela, nesse caso jogando uma pessoa contra outra, porque de forma ambígua, não disse quem era, um outro exemplo, um dos nossos companheiros de ministério foi contemplado por uma dessas “revelações” Deus estava mostrando que os obreiros estava tramando uma traição contra ele.  A ênfase aqui é jogar um obreiro contra outro obreiro de forma sutil “Não sejas testemunha sem causa contra o teu próximo; e não o enganes com os teus lábios”(Provérbios 24:28) não maquines o mal contra o teu próximo (Provérbios 3:29)
O mundo religioso está cheio desses falsos profetas que usam o nome de Deus em vão, tais não consideram a suficiência das escrituras, precisam de algo a mais para recorrer no pecado advertido no ultimo livro da bíblia (Por ocasião do encerramento do Canon em 90 DC) “Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras dessa profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão descritas neste livro”(Apocalipse  22:18).  Uma enxurrada de falsas profecias são proferidas nesses últimos tempos nesse sistema religioso moderno, é irônico concluir que um movimento que se diz ser movido pelo poder do Espírito Santo, seja participante de um pecado tão grave. Tão grave era a falsa profecia, que no antigo testamento, o falso profeta sofria a pena capital, a morte.  hoje recebe apoio e aplausos dos insensatos. Jeremias já os denunciava falsos profetas “Tenho ouvido o que dizem aqueles profetas, profetizando mentiras em meu nome, dizendo: sonhei, sonhei. Até quando sucederá isso no coração dos profetas que profetizam mentiras, e que só profetizam do engano do seu coração? (Jeremias 23:25 e 26)  Certo irmão me disse a respeito de uma “obreira” que ele conhecia pois era da sua família, tal “obreira” afirmava com orgulho que nõ precisava ler a bíblia, pois recebia revelação direta do céu, e de fato dizia esse irmão que ela não conseguia nem mesmo recitar um único versículo da bíblia! Outro dia, alguém me disse (era incrédulo” que “deus tinha lhe falado através de um “profeta” que ele seria um grande pregador. Se o profeta fosse verdadeiro, teria chamado ao arrependimento e a fé em Cristo! A exortação bíblia é que devemos deixar de falar a mentira e falar a verdade (Efésios 4:25) e que nenhum mentira procede da verdade (I João 2:21) Eu li recentemente um livro de Andrew Strom, escritor neozelandês que escreveu um livro denunciando a Nova Reforma Apostólica  e as manifestações bizarras dentro da igreja moderna. Ele comenta que antes da sua queda para o divorcio e a repentina destruição do casamento, Todd bentley recebeu muitas profecias “agradáveis” de êxito ministerial, milagres, vitórias e muitas bênçãos. Em seguida o que veio a tona foi a descoberta de que Todd Bentley  estava com um caso com outra  mulher e abandonou a sua esposa...
O teste supremo em uma igreja primitiva era que eles tinham discernimento para detectar mentiras (Apocalipse 2:2) Pois aquele que pronunciasse o nome de Cristo teria que se apartar de toda a iniqüidade (I Timoteo 2:19) Uma mentira nunca pode ser justificada por opiniões e conveniências pessoais “Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal, que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo, doce e do doce amargo”(Isaias 5:20) todas essas falácias e esses abusos que vimos hoje, nesse esse confuso mar de ambigüidades proféticas nunca foi promovido ou aprovado por Deus. Jamais podemos concordar com quem quer que seja, pessoas ou denominações que promovem a falsificação da Palavra de Deus (II Coríntios 2:17) todo esse profetismo falso, essa mania doentia de usar o nome do Senhor sem qualquer escrúpulos e temor, é um pecado grave! Deus não terá por inocente, nem quem promove isso e nem quem financia isso (Êxodo 20:7) Cristo foi muito claro “Seja, porém o vosso falar sim, sim; não, não; porque o que passa disso é de procedência maligna”(Mateus 5:37)  Isso é um ensino de Cristo, como tanta gente ousa pronunciar mentiras em nome Do Senhor, sem recorrer ao juízo divino?
Como já descrevi, profetas que falassem o que o Senhor nunca mandou falar, eram sentenciados a morte (Deuteronômio 18:20 a 22) era uma pena capital, por causa da gravidade do pecado. Mas isso talvez não tenha nenhuma importância para quem usa só a bíblia como pretexto religioso, mas não crê na suficiência das escrituras como autoridade final. Para esses deixo as palavras de Provérbios 13:13: “O que despreza a palavra perecerá, mas o que teme o mandamento será galardoado” que o eco da reforma possa ser nossa bandeira em questões doutrinarias: SOLA SCRIPTURA...


CLAVIO J. JACINTO

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Nossa Missão

   
Á Deus devemos á obediência e a adoração, ao próximo, o amor e o bom testemunho

Clavio J. Jacinto

A falha...

   
O cristianismo moderno falha na essência da mensagem de Cristo, porque dá toda ênfase ao que se ganha com a vida cristã, e nunca ao que se perde pela vida do mundo.

Clavio J. Jacinto

Caminho do Homem Piedoso

  


O caminho de um homem santo não é feito de opiniões pessoais, mas tão somente de princípios bíblicos

Clavio J. Jacinto

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Autoridade Espiritual: A Palavra e o Testemunho

  Por  AW Tozer, 1950

E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos, repentina perdição. (II Pedro 2:1)
O que quer que seja na nossa experiência cristã que se origina fora das Escrituras deve, por esse motivo, ser suspeito até que se demonstre estar de acordo com elas.
Se julgar contrário à Palavra da verdade revelada, nenhum cristão verdadeiro a aceitará como sendo de Deus. Por mais alto que seja o conteúdo emocional, nenhuma experiência pode ser provada ser genuína, a menos que possamos encontrar autoridade em um capítulo e um  versículo, com provas irrefutáveis nas Escrituras. "A lei  e o testemunho"(Isaias 8:20) deve ser sempre  a última e definitiva prova.
O que quer que seja novo ou singular também deve ser visto com cuidado até que se possa fornecer uma prova bíblica de sua validade. Apesar do século XX, várias noções não-bíblicas ganharam aceitação entre os cristãos alegando que estavam entre as verdades que deveriam ser reveladas nos últimos dias.
A verdade é que a Bíblia não ensina que haverá novas experiências espirituais  e avançadas nos últimos dias; Ensina, exatamente o oposto! Nada em Daniel ou nas epístolas do Novo Testamento pode ser manipulado ou descontextualizado para defender a idéia de que, do fim da era cristã, devemos desfrutar da luz que não era conhecida no seu início.
Cuidado com qualquer homem que diga ser mais sábio que os apóstolos ou os santos do que os mártires da Igreja primitiva. A melhor maneira de lidar com ele é  levantar-se e deixar sua presença!


Vencedor...

1

    Vencedor é aquele que é livre para pedir perdão,quando a outra parte está completamente encarcerada pela amargura dentro do próprio coração

Clavio J. Jacinto

Footer Left Content