sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Em memória da reforma protestante



31 de outubro, dia da reforma protestante, hoje quero protestar contra a teologia da prosperidade, por causa dela, o Rico da parabola do rico e o Lazaro, se ferrou, quero protestar contra os mornos e materialistas, Jesus reprovou os tais em Laodicéia, quero protestar contra a profissão da fé sem conversão, pois foi por causa disso que os filhos de Ceva apanharam de um endemoninhado, quero protestar contra os que fazem negocio com o evangelho, dentro dos templos, porque Jesus por duas vezes derrubou a mesa dos cambistas, quero protestar contra os que dessacralizaram o casamento e apoiam o divórcio, pois João Batista morreu por não concordar com disso, quero protestar contra a doutrina doentia, contra o relativismo moral, contra o mundanismo, e acima de tudo protestar contra a cegueira espiritual porque por causa dela, o povo mesmo diante da verdade, que era Cristo, escolheu Barrabás um mentiroso, enfim protestar contra os nominais que dizem "Senhor, Senhor" mas vivem sem principios, sem testemunho e sem obedecer a Deus. Quero protestar ser eternamente protestante...

Em homenagem aos Anabatistas, que foram mais radicais na reforma, lutando por um retorno completo a igreja do Novo Testamento




(Clavio J. Jacinto)

Manipulação e Escravidão


Vivemos o tempo em que as pessoas gostam de ser manipuladas, as vesperas de um controle total mundial, nada pode ser tão perfeito, quanto um cenario em que quase todos sofrem manipulação, perdem a coordenação da realidade, alimentam as mais vis ilusões, se deixam levar pelo mais grosso consumismo materialista, e nem se quer se dão ao trabalho de analisarem a condição em que se encontram. Quando o homem perde a coerencia e o discernimento, ele se adapta a qualquer modelo de escravidão.

C. J. Jacinto

A Sã Doutrina, sua pratica e importancia



Os cristãos atuais estão dando pouca importância para a doutrina, estão evitando-a, com o pretexto de ser legalista, de ser divisionista ou de não cativar ouvintes nos templos. Tal atitude, revela uma inclinação doentia por uma religião sem cruz, sem compromisso, sem obediência as escrituras. A sã doutrina nos protege das enfermidades espirituais, é através de sua proclamação, do exercício de seus princípios, que nos capacita a viver um cristianismo saudável. O que os lideres fracos e modernistas não entendem, é que a doutrina nao existe para oprimir o povo de Deus, mas para proteger os cristãos, a doutrina das escrituras, servem para proteger o cristão contra a apostasia, proteger contra o mundanismo, proteger contra a imoralidade, proteger contra o engano, proteger contra  malignidade, proteger das imundícies da carne e do espirito, e enfim, proteger os cristãos dos demônios e do próprio diabo, entender isso é de suma importância para viver um cristianismo equilibrado.

Pr Clavio J. Jacinto

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O Cristo Triunfante



"E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu, para abrir o livro e desatar os seus sete selos..." Apocalipse 5:5

Que venceu! quão maravilhosas são essas palavras! podemos olhar para tudo a nossa volta volta, mas o que vimos é o mal como uma vitima fatal dando seus últimos suspiros nesse  sistema. As vezes olhamos as coisas de um ponto  de vista meramente humano, mas Cristo, venceu, seu triunfo é absoluto sobre as trevas, o pecado, sobre os demônios e sobre toda a maldição. Porque então o mundo s egue esse curso de ruína e predomínio de iniquidade? acontece que o nosso modo de contar e experimentar o tempo, é diferente da perspectiva divina, DEUS é eterno, e mil anos é como um dia, por isso tudo o que vemos, na visão de DEUS é um triunfo imediato e absoluto sobre o mal. O tempo como Deus vê, coloca a obra do calvário, a eterna redenção do Senhor Jesus Cristo, como um golpe fatal sobre satanás. Talvez não vejamos assim, porque a nossa condição existencial é outra, somos mortais e limitados ao tempo, nossa experiencia de sentir o tempo passar é diferente, o mundo físico não é igual ao mundo espiritual e eterno.

Agora vejamos, Hebreus 2:14 diz que Jesus aniquilou o Diabo, que tinha o império da morte, simplesmente o triunfo de Cristo é extraordinário, jamais podemos duvidar disso, a obra efetuada na Cruz, e quando Cristo brada "tetelestai" ou seja: está consumado (João 19:30)


Vejamos Colossenses 2:15, ali encontramos um fato consumado, Cristo despojou os principados e potestades, e triunfou sobre eles na cruz, expondo-os a vergonha, isso mesmo! creio nessa vitória absoluta e definitiva de todo o meu coração. Os suspiros da maldade, breve se findarão, não duvida nenhuma, o golpe da cruz foi fatal, o  sangue de Cristo, afirmo, o sangue precioso de Cristo, sua carne rasgada, sua morte e a sua ressurreição ao terceiro dia, sua posição de advogado, intercessor e mediador a destra de Deus, é uma prova bíblica definitiva sobre esse triunfo. Glórias a Deus! bendito seja o nome de Cristo.

Vejamos também João 16:11, Jesus afirmou que o príncipe desse mundo já está julgado, a obra da cruz é um triunfo  definitivo sobre a malignidade, sobre o pai da mentira, ele foi julgado, resta o juízo, sua sentença já foi decretada.

Agora, a reversão do sistema pode ser vista sob outro angulo, Jesus falou que as portas do inferno não prevalecerão, então o reino das trevas pode ser invadido, podemos entrar com o estandarte do leão da tribo de Judá, podemos colocar o sangue do cordeiro imaculado nos ombreiras das portas da nossa nossa fé, podemos seguir avante e triunfante em Cristo, porque em breve os reinos desse mundo serão de nosso Senhor Jesus Cristo, há um brado agonizante dos derrotados, um suspiro agonizante que predomina o tempo, mas que cessará em breve. Seremos eternamente vencedores por causa do sangue da redenção, Deus seja louvado por isso(Apocalipse 12:11)

Clavio J. Jacinto


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Cegueira Espiritual e Apostasia pessoal

O que é cegueira espiritual? simplesmente obscurecimento do coração, a luz não tem poder quando o coração está fechado, não há lógica, onde a razao está alienada, Quando o homem forma uma crosta de erros na consciencia, ou permite que forças ideologicas nocivas endureçam sua sensibilidade, quando sua visão é afetada por falsas imagens sutis, disfarçadas de aparências lógicas, quando sua mente sofre uma lavagem caracterizada pela sujeira da mentira, então tudo fica obscurecido dentro de si. A lógica perde o sentido, a verdade torna-se relativista e a troca de valores acontece a todo o momento. Um cego é uma alma perdida no caminho da vida


Clavio J. Jacinto

A Maneira Como Deus Deve ser Amado




Jesus ensinou algo extraordinário nos evangelhos , em Mateus 22:37: “amarás o Senhor teu Deus de todo o vosso coração e de toda a vossa alma e de todo o vosso entendimento” quem pode descrever em palavras a força desse ensinamento? Em meio a cristandade que envolve a sua liturgia e a sua devoção a um Deus utilitarista, tal coisa soa como uma exigência dura, muito pesada quase impossível. Imagine amar a Deus, independente das circunstancias, isso soa como a uma heresia hoje! Porque isso ocorre em nossos dias em meio a cristandade? Entendemos muito pouco sobre a doutrina de amar a Deus acima de todas as outras coisas. Ninguém jamais precisa me convencer desse fato, porque qualquer enxerga isso, ao observar para nossa geração de cristãos.
O amor atua e tres fontes no homem interior: Alma, coração e pensamento, esses lugares no homem interior precisam estar cheios de um amor profundo por Deus só assim o carater do cristão será lapidado e ele desenvolve uma vida espiritual em plenitude. Não importa o quanto voce ame a Deus mas a maneira como Ele deve ser amado, vai além do amor comum, Ele é merecedor de um amor que se expresse da maneira mais elevada, mais fervorosa e  mais vigorosa possivel. Não há outro meio de entender Mateus 22:37.
Além disso, Jesus aperfeiçoou a norma de Levitico 19:18. Entendemos isso de forma clara, porque só assim, posso afirmar com forte convicção: é o amor a Deus que aperfeiçoa o nosso carater, lapida nossa espiritualidade e traz eficacia a nossa piedade.
Entendemos muito pouco  sobre o amor,  podemos até discorrer de forma decorada I Corintios 13, mas isso não é o caso, não há verdadeiro amor sem ação. Quando vimos a expressão do amor de Deus em João 3:16, ela é seguida de uma doação voluntaria de seu filho, para morrer por nós em substituição penal, para assim tornar possivel a redenção e a salvação de pecadores perdidos.  Agora, vejamos com coração aberto, o nosso amor por Deus, porque o amor transcende as coisas fisicas, ele penetra no mundo das coisas profundas, enxerga as coisas mais importantes, nos capacita a discernir prioridade, e nos possibilita experimentar realidades mais penetrantes.  Por isso, ao amarmos a Deus como descreveu Cristo em Mateus 22:37, nossa vida devocional e nossa espiritualidade vai ter uma mudança maravilhosa.
Agora, pois temos que perceber algo mais extraordinario ainda, se o amor é verdadeiro, a adoração tambem será. Impossivel é existir verdadeira adoração com a pratica de um amor falso, tambem jamais pode existir adoração falsa na pratica de um amor verdadeiro. É o amor que estabelece o principio da autenticidade de todas as nossas ações, perante Deus e perante os homens.
Devo então amar a Deus, da melhor maneira possivel, e sempre devo me aperfeiçoar na escola do verdadeiro amor. Só assim podemos concluir, a luz das palavras proferidas pelo nosso bendito Salvador que o amor é verdadeiro pelo caminho do sacrificio, é nobre pelo caminho do sofrimento e eficaz pelo caminho da fidelidade.
Ame a Deus infinitamente
Amém


Clavio J. Jacinto

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Adoração




A adoração é uma atitude profunda, ela molda o nosso carater, aperfeiçoa o nosso coração, lapida o nosso espirito, e nos mergulha no oceano da coisas mais elevadas. Porém a maior dadiva da adoração,  é que ele sempre quando é verdadeira, tem o poder de fazer germinar dentro do homem interior, as virtudes mais santas, e por isso mesmo é capaz de transformar o adorador a imagem de quem ele está adorando.

CJJ

A graça de DEUS, bem compreendida



Deus e Cristo nos reconciliou, abriu um caminho livre para o Céu, sem pedagios, o caminho da graça é um caminho livre, porém isso não significa em hipotese alguma, que os que andam por esse caminho livre, não tenham que respeitar as normas e as placas de advertencia. Isso é um fato indiscutivel, quando se faz uma leitura biblica contextualizada da graça de Deus na Biblia sagrada.

C. J. Jacinto

Quebrantamento e Adversidade



Liçoes sobre provações na vida de um cristão verdadeiro

1-O homem que é testado no cerne da sua alma e permanece  firme na sua caminhada, é bem sucedido em seu proceder e é verdadeiro em sua conduta espiritual

2-Quando José foi escolhido para exercer uma posição maior do que todos os seus irmãos, ele foi  duramente provado pelo odio de seus irmãos, logo em seguida traido por eles, para que fosse aberto o caminho da sua ascensão, de forma disciplinar, e foi por esse caminho. Subindo os degraus da humilhação, que ele chega ao trono, e teve seu coração preparado para amar aqueles irmaos que o odiara tanto.

3- Enquanto voce se deixar ser moldado pelas circuntancias provocadas pelas adversidades de fora nunca serás livre para servir a Deus da maneira como deve ser servido, amado e cultuado. Nunca permitas que os outros roube, a adoração que DEUS merece em cada situação.

4- DEUS permite situações duras na sua vida, para que seja quebrada a casca do egoista que envolve o espirito, e a vida espiritual seja liberta, para transcender da vida comum para entrar na vida sobrenatural.


C. J. Jacinto

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Cristo a Rocha



E a rocha era  Cristo (I Corintios 11:4)


O episódio começa em Horebe, no deserto, Moisés foi ordenado a ferir a rocha, os israelitas estavam com sede, o local era deserto, a jornada longa, Então precisava ser feito, O Senhor poderia ter mandado nuvens, e uma chuva abundante, Mas a Rocha, precisava ser ferida. Vamos ver as lições.

1- O fato ocorreu em Exodo 17, os israelitas viram uma rocha sendo ferida para verter  agua, de algo sólido saiu um manancial, de algo firme saiu refrigério. O ferimento da rocha lembra a cruz, ferido por nossas iniquidades, Jesus verteu agua, quando ferido pela lança, não é atoa que ele convide, a vir a Ele para beber, Jesus não apenas  sacia a sede espiritual, como tambem faz com que cada saciado tenha dentro de si mesmo uma fonte que jorre para a eternidade

2- A rocha era Cristo, porém Ele passa despercebido pelos olhos da antiga aliança, Moisés não viu que era Cristo, o povo no deserto não viu que era Ele, Eis aqui algo interessante, A Rocha era Cristo, Ele estava presente ali, porém era de uma forma não aparente, mas estava ali. Jesus diz em Mateus 18;20 que Ele está presente onde estiver dois ou tres reunidos em seu nome. Nós sentimos essa presença? nós cremos nessa presença? Conseguimos tirar proveito dessa presença? Creio que muitos crentes estão na mesma situação que os crentes da antiga aliança, a rocha estava ali, estavam tomando de uma agua espiritual e não sabiam, a ignorancia espiritual nos rouba os privilegios e as bençãos da vida cristã. E assim, passa despercebida a presença do Todo Poderoso.

3- A rocha era Cristo, há quem negue a antiguidade de Cristo uns pregam que ele só veio a existencia a partir de Maria, porém aqui a revelação de Paulo é clara, aquela rocha, de alguma forma, representava a presença de Cristo, ele estava lá. e retrata  em nitida simbologia que Ele é  eterno, por isso João no principio de seu evangelho afirma que Ele estava com Deus. Por isso mmesmo, o Senhor se revela ao apostolo amado ediz que Ele foi morto desde a  fundação do mundo (Apocalipse 13:8)

4- A rocha era Cristo, Moisés não estava sozinho, o povo não estava desamparado, havia a presença de alguém especial no meio deles, aquele que supria a necessidade de  refrigério, aquele que mata a sede, estava ali, em Horebe, de forma singular, porue as vezes Deus se manifesta e faz a s suas maravilhas de forma tão simples, que um momentaneo descuido, e perdemos a percepção da realidade espiritual.

5- A rocha era Cristo, uma pedra espiritual é o que afirma Paulo, isso não é magnifico? as coisas  espirituais são reais, são as espirituais que sustentam as coisas fisicas, Jesus afirma em João 4 que Deus é Espirito, pois é Ele que em Cristo sustenta todas as coisas pela sua palavra (Hebreus 1:1) é a realidade que nos liberta da nossa ignorancia, sejamos sóbrios nessas coisas tão vitais para a vida cristã.

6- Paulo começa o capitulo 10 pedindo aos corintios que não ignorem os fatos representados por figuras no Antigo Testamento, Jamais podemos ignorar as coisas espirituais, tudo aquilo que é sagrado é de valor inestimavel, tudo aquilo que tem elevadissimo valor espiritual deve ser alvo de devoção intensa, la no deserto a comida era espiritual, e a agua era espiritual, havia duplo sentido em algo natural a agua, e com respeito ao maná, ele já por si mesmo era o pão celeste, porém tinha uma substancia fisica, era algo comestivel, nutriente, mas tinha um lado espiritual profundo, uma realidade espiritual além de uma realidade fisica. Assim ocorre com nosso louvor, com a pregação que ouvimos e com todas as coisas relacionadas a vida de devoção a Cristo.

7- "E desprezou a rocha de sua salvação"(Deuteronomio 32:15) que tragédia espiritual! jamais devemos proceder como fez Israel, representado por Jesurum na passagem acima, Jamais devemos tratar das coisas espirituais de forma leviana, nunca devemos menosprezar Cristo através da nossa inconstância, o sacrifício de  Cristo na cruz, seu sangue foi mui precioso, para passar de modo tao despercebido pelo nosso coração. Meu amado irmão, pense nesses fatos que  escrevo, e venha a Cristo e beba de graça da gua da vida(Apocalipse 22:17)

Clavio J. Jacinto

Jesus, Vida e Realidade




JESUS VIDA E REALIDADE

“A verdade vos libertará” (João 8:32)
A verdade que é Cristo nos conduz a realidade que é a Ele mesmo, e a  realidade que é Ele mesmo,nos conduz a verdade de todas as coisas eternas

O que há de  errado com a cristandade moderna? Paris Reindheard, famoso evangelista norte americano já tinha percebido que a tendência do homem religioso é buscar cultuar um deus utilitarista, uma espécie de divindade serva, que possa suprir todas as necessidades hedonistas e humanistas do próprio homem. Ele também afirma que a satisfação pessoal é o centro da religião humanista. Reindhard então complementa: “O deus utilitarista, que dispõe dos meios para satisfazer nossos desejos egoístas, esse é o deus do cristianismo pragmático, um falso evangelho, tão parecido com o verdadeiro, que engana os mais descuidados”
 Quando Cristo morreu pelos pecados do homem eleito, Ele morreu para dar vida abundante. Aquele que é mais sublime do que os céus, que tem as chaves da morte e do inferno, é o sumo sacerdote dos bens futuros, de fato tem vida abundante para dar. Jesus, porém fala de uma libertação pela verdade. Ora se a verdade liberta, então há uma prisão, um cárcere. Toda história humana está pautada na luta pelo poder, a avareza e a sede pelo fama, domínio, posição etc. Tudo isso tem sido um calabouço enorme, que prende o coração do homem. Quando Jesus sendo Soberano, aquele que tem escondido em si mesmo todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento vem como servo, pra ser humilhado, pra lavar os pés dos pecadores, tocar o esquife dos defuntos, morrer  numa cruz. Parece que os  homens, na sua maioria, mesmo os mais dotados de um senso religioso, não perceberam a lição. Jesus vem libertar o homem das amarras do materialismo escravizado. Onde estiver o seu tesouro ali estará o seu coração. Cristo nos convida a viver uma nova realidade, aquela que é possível viver nesse mundo, com satisfação, sem precisar ser escravo consumista ou alienado ao materialismo passageiro e egoísta de nossos dias. Creio que o conforto, bens materiais (não em excessos) de uma forma bem equilibrada, não é um pecado. Ter um carro novo não é um pecado. A questão não é o ter o necessário, mas fazer do materialismo o ingrediente necessário para a felicidade terrena. O portal que Cristo abre, pela sua vida derramada, nos eleva para algo mais completo, mais elevado. Nossos bens verdadeiros são  aqueles que levamos conosco na nossa partida dessa vida. O próprio Cristo Salvador ensina que é bem aventurado aqueles que morrem no Senhor, porque as suas obras o acompanham. Alem disso, a grande lição de Cristo nos evangelhos e em todo o Novo Testamento, é que ele é tudo, Paulo escreve aos Colossenses e diz que Cristo é tudo em todos. A verdade libertadora dos evangelhos nos conduz em direção a um DEUS que deve ser adorado, não por aquilo que Ele pode dar, mas por aquilo que ele é. Além disso, a vida em Cristo começa com simplicidade e tem a sua culminância em completitude. A questão principal das nossas lutas por sentido da vida, é que não  há realização plena nem satisfação verdadeiro dentro do coração, se não  existir dentro de nós verdadeira humildade.  O coração que tem Cristo entronizado, anda pelos caminhos da humildade, pelos vales do quebrantamento e avança de glória em glória. Nossa riqueza e nossa verdadeira prosperidade é ter Mais de Cristo formado em nós, ainda que o modo como isso aconteça seja em pleno deserto, e com feridas expostas na nossa existência. Pra ser feliz não é necessário ter tudo que o mundo dá, mas é preciso ter sempre mais de Cristo, se quisermos experimentar uma alegria progressiva. Não acho que seja sábio, lutar por questões materiais como se elas fossem tudo o que desse sentido a nossa existência. A vida de Salomão não  termina em uma plenitude de felicidade, em hipótese alguma. Mas no sacrifício de Cristo, mesmo na mais radical exposição de vitupério que o salvador enfrentou na morte no madeiro, o eleva para a experiência da glorificação. Por isso não vejo dificuldade em concluir que em Cristo estão os segredos da verdadeira ciência espiritual, é nele eu encontramos todos os princípios de sabedoria  eterna. Assim, a lição do Salvador bendito, quando  diz que devemos ter como modelo de adoração, adorar a DEUS em espírito e em verdade, ele fala de plenitude de existência. Adorar a DEUS em espírito e em verdade, é adorá-lo  independente de circunstâncias.  Porque DEUS é três vezes  santo, a plenitude de vida o sentido correto da vida está NELE. DEUS não  existe para nos servir, somos nós que existimos para servir a ELE. Nesse mundo imerso em trevas e tanta confusão, onde a mensagem de um evangelho distorcido avança a passos largos, onde a ênfase sobre um deus servo, que se dobra aos caprichos do coração humano, tem sido um perfil da divindade tão proclamado por todas as partes, manifesto meu repudio sobre toda essa distorção do  cristianismo. O homem normal olha as coisas centralizando a si mesmo sobre uma fração da sua própria existência, e tenta coordenar a vida nesse sentido. DEUS não olha dessa maneira, ao enviar seu Filho unigênito,  Ele quer mudar o destino eterno das almas perdidas. Jesus não morreu na cruz apenas para satisfazer os caprichos egoístas de uma ideologia pragmática e humanista. Isso seria uma blasfêmia, se associasse a redenção e o sacrifício da cruz à satisfação egoísta do  ser caído.  Ao romper da aurora dos tempos, Cristo estabeleceu para sempre o triunfo da luz e da misericórdia sobre todas as trevas, o império da morte e do pecado. Aquele cujo rosto brilha como o sol na força do seu  esplendor, o meu Senhor e  Salvador, me ensino de modo enérgico, que a verdade me libertaria.  E na medida em que comecei a perceber que preciso me libertar dos embaraços ideológicos criados pelo homem sem Deus, descobri a força dessa declaração. Não sirvo a Deus porque Ele me dá conforto, bens, saúde, etc. Sirvo e adoro a Ele, porque  Ele é Deus.  Foi nesse sentido  que  compreendi as riquezas da graça, a longanimidade e a misericórdia desse Deus Santo, três vezes santo. O satisfação pessoal de uma verdadeiro cristão é a pessoa de Cristo, o  sentido pleno da vida é servir a Deus em Cristo, e servir a Cristo em Deus, como disse o Dr Roy Lawrence, em um artigo na revista Verdad Y Vida: Não há nada em Jesus que não seja semelhante a Deus, e não há nada em Deus que não  seja semelhante a Jesus” Servir a Deus e obedecer aos seus princípios, se constitui no mais resistente cimento que pavimenta a plenitude da felicidade. A plenitude da existência e a plenitude das coisas eternas. Em Cristo, Por Cristo e Para Cristo, sejam todas as coisas verdadeiras.  Amém

“Cristo é o fundamento da verdadeira esperança, e o principio de toda a fé verdadeira”


Clavio Juvenal Jacinto

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Discernimento e Libertação



Quando o homem descobrir que o mal precisa de disfarces para enganar, quando o homem conhecer o mal disfarçado de bem,e quando o homem desmascarar o mal disfarçado, estará frente a  frente a realidade, e dará um passo para começar a livrar-se da sua própria ignorancia e da sua condição de escravo (Clavio J. Jacinto)

A batalha


Combati o bom combate... Batalhar pela fé...(I Timoteo 4:7 com Judas 3)


Estamos vivendo uma guerra, a igreja dos regenerados, está em um campo de batalha, o  campo de batalha dos ultimos dias. Estamos vivendo a guerra, e nesse século mal, há um exercito de triunfantes e um exercito de perdedores, de que lado voce está?
O campo de batalha é o mundo, onde o progresso do mal, onde as hostes de dominações das trevas tem predominado de forma sutil, sem treguas, o cristão jamais pode dormir, a biblia nos admoesta, desperta tu que dormes, em campo da batalha acirrada, dormir é fatal.
Estamos vendo isso? ´necessario discernimento e sobriedade para enxergar a realidade dos perigos de nossos dias, a grande e sutil obra do inimigo é cegar a igreja, para que não venhamos ver o obvio e sejamos iludidos pelas fantasias de um mundo condenado ao juizo.
Grande parte da igreja contemporanea foi ensinada sobre um conceito errado sobre bençãos, assim como foi induzido conceitos falsos sobre o exito e a derrota. Impregnados pelo materialismo, a mensagem sutil da igreja moderna, é que se um cristão está saturado de bens materiais, isso significa que ele é abençoado e aprovado por  Deus, porém essa teologia distorcida é denunciada em Lucas 16, quando Jesus conta a história do rico e do Lazaro, O rico era o beneficiado com a abundancia e Lazaro  com as dificuldades, porém o Rico foi para perdição e o Lazaro para o descanso eterno. Assim como no caso do fazendeiro que teve a colheita abundante e resolveu derrubar seus celeiros para construir outros maiores, e firmar pacto consigo mesmo de folgar-se e jubilar-se em seus bens materiais abundantes, mas Deus o chama de louco!(Lucas 12:14 a 21) A verdadeira riqueza de um homem consiste em orar mais, ler mais as escrituras, progredir na vida espiritual, compartilhar mais a fé e viver uma vida consagrada a Deus
 Paulo fala sobre a apostasia consequente da ação de espiritos enganadores(I Tm 4:1) acaso não  devemos estar atento a essas sérias advertencias de Paulo? não afirma Pedro que surgirão falsos profetas que introduzirão encobertamente heresias destruidoras? ora é claro que isso exige um combate constante contra tudo aquilo que pretende minar com a nossa fé. Há uma batalha, sim uma batalha, cujo resultados serão eternos, e essa batalha se dá bem diante de nós, mesmo que a maioria não enxergue isso!
A grande estrategia do inimigo é a divisão, Uma igreja dividida por coisas minimas, por causa de brigas por posiçoes, por causa de revelações extra-biblicas é uma grande tragédia, semeia-se a confusão e colhe-se a desorientação, assim quando há tantas vozes contraditórias a confusão predomina, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? (I Corinntios  14:8) a proclamação apostolica é que Deus não é Deus de confusão, então a luta espiritual de nossos dias é contra a confusão espiritual semeada por demonios e homens apostatas.
 O combate da fé é para homens fortes, crentes aperfeiçoados na ciencia da oração, que  sabem o que está em jogo, não são meras coisas temporais, mas atemporais.
 O combate espiritual é para homens corajosos, ousados em confrontar essa geração perversa, ele  sabe que todo esse materialismo é uma armadilha fatal que desloca o coração do homem das coisas eternas para as coisas passageiras.
 Combater não é algo fácil, no campo de batalha, vence quem sabe manejar a palavra da verdade, pois nesse sistema relativista, todos os absolutos das escrituras estão  sendo minados, as fortalezas da etica judaico cristã estão sendo atacadas com total furia, e se faz necessário que se confronte e resista a esses ataques com mais intensidade que os opositores.
A grande batalha está a  nossa volta os sistemas midiaticos, as seitas, os demonios, lutam para que sejam proliferadas todas as ideologias anticristãs, não há repouso, dia após dia, há um bombardeio acirrado, e onde estão os crentes nessa batalha? qual a sua posição? essa é uma questão de vida e ou morte. 
"E houve batalha no Céu..."(Apocalipse 12:7) Esta batalha vai além dos limites fisicos, sua abrangência é bem maior do que podemos imaginar, e nós estamos nela, todos os homens estão nelas, costumo ver a conversão de um pecador, como um soldado que mudou de posição, saindo do exercito perdedor para o exercito vencedor (Hebreus 2:14) mas a luta acirrada nos coloca em confronto direto com as forças de oposição das trevas, o front do Diacono Estevão é o nosso front, Morrer pelo evangelho é entrar triunfante nos céus, assim como entraram vencedores os que morreram degolados por causa da fidelidade ao Senhor, os santos mártires que vieram da grande tribulação (Apocalipse 7;14) combater até o o sangue na resistência contra o pecado (Hebreus 12:4) acaso isso soa como algo vulgar ou superficial? 
Essa batalha e real, talvez imperceptível para a maioria, mas os destroços desse combate podem ser vistos, bem como a ruína de muitos, vimos esse combate e as ameaças terríveis das trevas do inferno e do império do mal, no avanço do ocultismo no mundo, através da literatura e filmes, jogos e na própria cultura secular, vimos essa força tenebrosa pela perseguição que a igreja sofre em paises onde é vedada a pratica e pregação do evangelho, vemos essa guerra na mornidão espiritual dos nossos dias e na proliferação de tantas heresias destruidoras.
 O espirito de sedução desses últimos dias tem levado cativo milhões de almas, e desviado muitos cristãos da suficiência das escrituras e descentralizado Cristo da devoção. Estamos nessa grande batalha, e precisamos tomar nossa posição frente a essa nefasta iniquidade que arrasta o mundo para o abismo, É tempo de despertamos, o sono não pode amortecer, a mornidão não pode nos levar a um espirito de conformidade, é tempo de fortalecermos no  Senhor e na força do seu poder. a exortação das escrituras é que  sejamos firmes e constantes no Senhor.


Pr Clavio J. Jacinto

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

O maior sofrimento de um perdido



Qual a maior dor de um homem no fim de sua existência terrena? qual a dor mais penetrante e mais agonizante de um homem que entra pelos portais da eternidade, senão aquela dor de olhar para trás e ver que perdeu  toda uma vida vivendo, e acima de tudo perdeu a eternidade ainda em vida. Quão dolorido será ver que havia um caminho de salvação diante de seus olhos, e notar que seus pés nunca foram firmados nele, seu terrível lamento de duração eterna, é que jamais poderá perdoar a si mesmo por tamanha violência que  fez contra a própria alma.

C J Jacinto

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Em defesa da sã doutrina



Tu porém fala o que convém à sã doutrina (Tito 2:1)

A ordem fundamental do Novo Testamento é que tudo o que comunicamos a nivel espiritual e eclesiastico deve estar de acordo com a sã doutrina, até mesmo nossa vida social deve estar ao nivel do padrão que o Novo Testamento exige. Os princípios biblicos precisam estar vigentes na nossa vida para que a luz espiritual permaneça acesa. A base, o teste sob a qual está qualquer pregação ou teologia é: isso se harmoniza com o ensino  geral das escrituras? o sólido fundamento de uma doutrina, existe quando a bíblia apóia em todo o seu contexto e progresso a revelação que está sendo exposta.
 Em todo o Novo Testamento, após Atos dos Apostolos, com advertências claras dentro desse livro(Atos 20:29) vemos o combate da fé dos autores dos livros posteriores ao livro de Atos, num combate ferrenho contra a doutrina doente. (heresias) Há uma sequencia de desvios em varias areas da igreja, e doutrinas estranhas começam a surgir nas comunidades cristãs da epoca do Novo Testamento, isso é claro pelo teor das epistolas apologéticas de Paulo. Paulo admite uma interferencia de demônios, influenciando a doutrina ou expondo doutrinas nefastas e destruidoras.
 Paulo ensina em seu combate contra a doutrina doente, a lição de que uma congregação não terá saude e vigor espiritual quando não se prega as verdades basicas do evangelho na sua pureza doutrinaria.
 Há uma crise séria em nosso meio, a invasão de tecnicas psicológicas, o desenvolvimento de doutrinas misturadas com elementos de psicologia, auto-ajuda, humanismo secular e outras barganhas, comprometeram a mensagem do evangelho e danificam seriamente a saude da igreja moderna. Hoje, a base do sermão é falar o que o povo quer ouvir e não o que precisa ouvir, e é claro que enquanto a alternativa apostata, atrai muitos ouvintes, sermões que denunciam a pecaminosidade do homem, que falem sobre a danação eterna, que convocam as pessoas ao arrependimento, não são muito populares e não atraem muitos ouvintes.
Vivemos o tempo em que as verdades cristãs j´não revolucionam o coração, pelo contrário elas per- tubam o coração do homem moderno, é escândalo aos ouvidos que não querem compromisso com a verdade. Assim vimos o sonho consumista do cristão moderno, ele cre que a graça o conduz a uma vida de permissividades ao invés de uma vida de santidade, alcançar o céu sem santidade, é o sonho consumista do cristão moderno. É lógico, que para se desviar da verdade, basta desviar os ouvidos dela, a estrategia moderna é não mais falar sobre questões essenciais de fé cristã, e aos pouos, todos se esquecem daquilo que é prioritário e importante para a vida cristã. A eficiência dos falsos profetas se dá diante de corações superficiais, que não leem as escrituras com afinco, não vigiam e não tem discernimento espiritual eficiente. O grande truque dos enganadores, é que apresentam rotulos ortodoxos, mas nunca mostram o conteúdo doutrinariamente venenosos. Em II Pedro 2:1 fala-se de enganadores que agem encobertamente e trazem heresias de perdição. Pedro está falando de veneno espiritual mortífero, e isso é sério!
A eternidade irá revelar a ruina de muitas almas que foram após outro evangelho, dando ouvido a doutrinas estranhas(Galatas 1:8) e como o sobrenatural fascina e o misticismo atrai, essa mescla de mensagens bíblicas descontextualizadas acompanhadas de sinais sobrenaturais, somado a falta de discernimento e ignorância biblica, dá uma vantagem tremenda aos enganadores. Agora, vejamos bem, quando um cristão não se alegra em ouvir a sã doutrina, seu sentimento é oposto a revelação do Espirito Santo, e coloca em perigo a sua via espiritual. Quem hoje combate o bom combate da fé e batalha pela fé que uma vez foi dada aos santos? Tenho visto durante todos esses anos, os falsos mestres e enganadores avançarem as custas de gente que os sustenta com a cegueira espiritual, pois é a cegueira espiritual que alicerça os passos de um falso profeta.
A exortação das escrituras é que retenhamos firme a fiel palavra que é conforme a doutrina do Novo Testamento(Tito 1:10)  somos convocados a conservar a fé, para não corrermos o risco de naufragar na fé(I Tm 1:19) há muitas atitudes que são influenciada por doutrinas erroneas, lemos em I Timoteo 6;19 que muitos se emergem na perdição e na ruina, porque tornam-se avarentos e escravos do materialismo (desejo de ficar rico) não que a riqueza em si seja um erro, mas contextualizando Timoteo 6:3 a 10, vimos que aquele deseja prosperidade  deve ter o claro objetivo de ter dinheiro para compartilhar com quem não tem, para sustentar missionários por exemplo, socorrer obras filantrópicas e ajudar a igreja perseguida, além de investir com dedicação no Reino de Deus,  e nunca para satisfação egoista e consumista dessa era de trevas. Sejamos sábios, é a sã doutrina que nos torna sabios e equilibrados, prontos ao combate? acabaremos a carreira, quando guardamos a fé sm contamina-las com heresias devastadoras.

Pr C. J. Jacinto

Pulpito e Pregação


Considero como condenado por DEUS, todo o pulpito, cujo seus integrantes não falam aquilo que DEUS quer que eles  falem, e não condenam com veemência tudo aquilo que DEUS não aprova


Pr C. J. Jacinto

Achando um verdadeiro sentido para a vida



 O que é andar com Deus? as escrituras falam de homens que andaram com Deus, percorremos os caminhos da civilização, e já encontramos em um tempo remoto, um homem chamado Enoque, que andou com Deus. Enoque era um homem solitário, tudo indica isso, porque o cultive de um relacionamento sempre exige tempo, assim a renuncia aos prazeres temporarios e a seleção administrativa, o gerenciamento das atividades diarias deve ser um fator predominante na vida de alguém que deseja ser amigo de Deus. Muitas vezes é  na solidão que se cultiva um amor pelo Senhor, pois assim, na presença das multidões pode-se colher o milagre da santidade. É obvio, toda a verdade tem seu preço, e esse preço torna-se mais caro, na medida que devemos desprender de coisas secundarias para dar a prioridade as que são essenciais. A questão da amizade com Deus é radical, ela exige um desprendimento de coisas que aos olhos do mundo secular são essenciais a existencia. Há muitas bagagens que tornam-se inuteis quando a direção é caminhar com Deus. Vejamos alguns fatores verdadeiros. A humildade. A vida humana é carregado de fardos egoistas, principlamente em nossa era  consumista, onde tudo o que norteia a felicidade mundana, é o ter, a insatisfação egoista é um abismo no coração humano, ele entulha todos os poços da alma, e desconecta-se de todas as virtudes cristãs, assim temos uma geração de escravos consumistas lutando por uma vida breve, no oceano caustico da avareza, em busca de satisfação egoista. A maioria dos homens ocidentais estão enganados, pior do que isso, são manipulados. O caminho da humildade permite ter o simples ao invés do complexo, é um caminho mais livre, sem as parafernalias de nossa geração. A humildade permite ainda ver as flores que desabrocham, permite contemplar as estrelas que cintilam no céu, permitem um acesso com o belo e o sensivel, permitem uma comunhão mais intima com Deus.
 Ainda podemos falar sobre o contentamento, as almas insatisfeitas, buscam ter o mais adequado, segundo os valores de nosso seculo. o imperio do egoismo é uma torre de babel interna, ela aumenta sem chegar ao topo, e torna-se em ruinas quando se chega ao fim da vida.  Não existe satisfação na alma avarenta, pois ela cava um poço dentro do proprio coração, para buscar a felicidade verdadeira onde não pode encontrar, Mas é preciso alertar a nossa geração, que não existe proposito e nem sabedoria em adquirir riquezas pereciveis. O verdadeiro valor das coisas importants, ultrapassam completamente a superficialidade do materialismo hedonista do nosso tempo. Penso que o estilo de vida de Cristo é muito digno de ser imitado, ele penetra na dimensão das coisas simples e consegue extrair as lições necessarias para se viver um vida sábia. Jesus vivia numa sociedade influencia pela filosofia grega, mas a sua sabedoria era tão simples, como se fosse a alma da verdade. Mas não posso deixar de falar sobre o amor, uma vez que o coração coloca em foco, aquilo que ama, e desenvolve a raiz pelo amor do que consideramos ser de suma importancia, creio que ao amar a Deus como o próprio Cristo ensinou, de todo o nosso coração, alma e pensamento, a força desse mandamento foge da percepção de muitos, ou até mesmo da maioria dos cristãos. a maior parte dos que creem em Deus não tem idéia do peso dessas palavras de Cristo. O amor é a base fundamental do relacionamento, e o grau de amor está associado com o grau de intimidade. Quanto mais amamos, mais intimo é o impulso da força do amor. Não existe amor profundo sem intimidade de relacionamento, por isso é vital o amor a Deus, para quem deseja ser amigo dele. Quero apenas deixar a impressão de que precisamos ir mais adiante, não ficar ao pé da montanha mais subir ao cume, Por isso, a minha exortação é: Empregai propósito em vossa existencia, e a vida ganhará um sentido mais amplo, empregai diligencia em procurar toa a verdade acerca do amor de Deus, e vossa vida será mais nobre, empregai amor a toda a vossa busca por Deus, cultivando todas as virtudes relacionais nessa direção, com certeza o destino da existencia ganhará um significado eterno. No final da existencia então, teremos tudo o que foi dado por Deus, a maior tragedia da existencia humana, é descobrir que no final da vida, as coisas temporarias desaparecerão, e a alma aflita sem Deus, descobrirá que está completamente vazia e sem esperança, pois viveu apenas o temporario e negligenciou completamente o eterno

Pr C. J. Jacinto

Oração de um profeta solitário

Senhor
Não quero ser estrela
quero ser apenas uma placa de orientação
Para indicar um caminho seguro a essa geração sem direção
Não quero um palco
Quero uma cruz
Para mostrar ao mundo quão graves foram meus pecados
E a magnitude do sofrimento que custou o meu perdão
Quero uma cruz
Para mostrar ao mundo o quão sério é o pecado
Ao ponto de Cristo suportar nela todas as dores para nos dar a redenção
Quero uma cruz e não um palco
Porque através dela  posso mostrar ao mundo a obra expiatória de Cristo
Senhor
Não quero fama
Que os olhos alheios não venham se desviar da tua bondade e da tua misericórdia
Não quero aplausos
Quero apenas que as pessoas reflitam em silencio
Quando as palavras forem pronunciadas da minha boca

Amém

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

A biblia, um livro antigo?


Cristianismo extraordinário



Cada cristão deve levar a sério, tudo o que se relaciona a vida cristã. Nossa vida na pratica é a fé e a obediencia. Quem quer servir a DEUS deve fugir e evitar a supeficialidade, e se envolver em uma vida cristã autêntica, levando em conta, os detalhes e os principios de vida espiritual das escrituras. A luz espiritual que norteia nossas decisões morais e espirituais estão contidas nas escrituras sagradas, a Palavra de Deus. 
 Aqui estão as regras para o crescimento na fé, o caminho da maturidade. O quadro dramático a cristandade atual é lamentavel, porque está sendo forjado encima de superficialidades.É artificial a visão pecado, é superficial na visão da obra da Cruz, do preço pago pelo resgate do pecador. Vivemos a era do cristianismo egoista e consumista, o materialismo infecta de forma distorcida o cristianismo ocidental. sem poucas esperanças de retroceder ao cristianismo do Novo Testamento, onde todos tinha todas as coisas em comum e a avareza era considerado como idolatria.  A verdade é que poucos são os cristãos dispostos a viverem em conformidade com os padrões biblicos, a maioria se adapta facilmente aos padrões mundanos. Ora, temos absolutos! Deus é um Deus de absolutos, nele não existe o relativismo ético, existe mudanças na lei de Deus concernente aos pactos que foram aplicados em cada geração, mas Deus é o Deus imutavel, sua essencia é absoluta. São os absolutos que geram a identificação espiritual, por isso, o verdadeiro cristão ainda tem sua identificação nesse mundo, por causa dos valores que assume e defende. Há uma identificação clara entre aquilo que somos e aquilo que fizemos, e o que fizemos é moldado pela nossa cosmovisão cristã.
 Nossa é sermos como Jesus, o perfil de um santo perfeito é Cristo, então ele é nosso padrão, é por ele que enxergamos a realidade das coisas como elas de fato são. O que mola nossa perspectiva de existencia é Ele, porém vivemos hoje em um estagio de cristianismo hedonista, trocamos a fé por qualquer barganha existencialista, e desobedecemos os principios biblicos, em troca de beneficios pessoais porque não queremos sofrer danos sentimentais ou materiais. É a velha questão dos seguidores superficiais de Cristo em João 6, que ao ouvirem o discurso do Mestre e Salvador, sobre comer a carne e beber o sangue, abandonaram o Senhor. Eis o  caminho dos seguidores superficiais, o discipulado tem um custo, seguir a Cristo tem um custo, tem seus riscos temporais, isso é fato. J. C. Ryle escreveu um livro maravilhoso, chamado "Santidade, sem a qual ninguem verá o Senhor" é um livro maravilhoso, extraordinário, deveria ser lido e relido por cada cristão, considero leitura indispensavel para homens que anseia por uma vida cristã mais elevada.
 Finalizo afirmando que não há espaço para superficialidades e artificialidades na vida espiritual, Jesus diz que se faz violencia para entrarmos no Reino dos Céus, É isso, uma violencia santa, uma teimosia consagrada, uma firmeza de esperança, o cristianismo é transordinário e produz pessoas estraordinárias, se não o faz, é porque não é autentica a conversão ou o é falso o cristianismo que se está vivendo.


Pr Clavio . J. Jacinto

sábado, 18 de outubro de 2014

A adoração como estilo de vida espiritual



A. W. Tozer certa vez escreveu que a adoração é a jóia perdida da igreja evangelica, De certa forma a sua percepção sobre o assunto foi bem clara.
Jesus ensinou que DEUS é Espirito, e quem pretende adora-lo, precisa adora-lo em espirito e em verdade. De fato Paulo afirma que quem se ajunta com o Senhor é um espirito com Ele, então temos no ato da adoração um relacionamento intimo de satisfação mutua, Deus e o homem numa unidade numa intimidade relacional. Adorar seria uma comunhão espiritual magnifica, onde Deus recebe nosso amor, nossa gratidão, nosso louvor, tudo isso  de forma radical, com toda a força de nossa alma, do nosso pensamento e do nosso intelecto. Estamos vivenciando em nossas comunidades cristãs esse tipo de adoração? certamente que não, salvo as raras excessões.
 A pedra preciosas da adoração, já não se acha mais incrustrada na coroa da celebração da igreja moderna: o culto. Jesus Cristo não é o centro, os homens centralizaram a si mesmos, assim a estrela que brilha no palco, é o cantor, o pregador, o apostolo moderno e o profeta, enquanto que na verdade a igreja como comunidade espiritual deveria ter Cristo no centro, já que o mover da igreja não pode ser um movimento que se distancie de Efesios 1:10 mas que se aproxime desse propósito.
 Tudo isso precisa ser  repensado na nossa vida cristã, a adoração não está condicionada a circunstancias ou as coisas que recebemos. Nós precisamos  resgatar a soberania absoluta e Deus na nossa devoção antes de resgata-lo  na nossa teologia e na nossa fé. Processar dentro do nosso coração estilo de vida,fundamentado num conceito elevado de Deus, da sua bondade, da sua misericórdia, da sua santidade e do seu amor. A mobilidade funcional da nossa fé é sempre uma aproximação cada vez maior de Deus, porém quanto mais nos aproximamos, mas o terreno torna-se sagrado, e isso trás sérias implicações para nós, porque vem a questão do contraste, haverá sempre o choque de naturezas, o finito se aproximando mais do infinito, o homem cheio de falhas e defeitos se aproximado do perfeito e santíssimo, o frágil se aproximando do eterno, o fraco se aproximando do onipotente, e pecador se aproximando do puro. Isso é muito profundo!
 Vamos nos despertar para a realidade, creio que ao  declarar que a verdade nos libertará, Cristo estava falando da verdade da realidade, temos que penetrar na atmosfera da verdadeira adoração, aqui nada de superficial acontece. Ao se aproximar de Deus através de um sacrifício, Abel não apresentou algo superficial, sem custo, ou baixo padrão. Todos os requintes litúrgicos do sacrifício no tabernáculo exigiam o sacrifício de animais, nada era superficial naqueles rituais da antiga aliança. a cruz não é um ato superficial, tudo o que pertence a Deus tem uma natureza profunda. mas então como definir a adoração que devemos apresentar a Deus? vamos ver se consigo definir isso: A adoração é um ato radical que coloca Deus em primeiro lugar e acima de todas as outras coisas, na adoração, o coração do homem torna-se santuário, e dentro dele forma-se um deposito de coisas sagradas e santas, o coração do homem torna-se o jardim e semeia nele as sementes da gratidão, do amor, do temor, da felicidade e a paz, a glória de Cristo se acende dentro dele, o cordeiro que será a lampada da Nova Jerusalém, também será a lampada acesa no nosso  coração.

DEUS ABENÇOE A TODOS

Clavio J. Jacinto

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Conquistados pelo caminho da Cruz





 1-A cruz não atrai ninguém, ela é um palco de julgamento, um madeiro maldito e um altar brutal, onde o Cordeiro de DEUS foi imolado, onde o Filho de DEUS sangrou e morreu, em substituição penal, DEUS precisava de uma satisfação vicária, e Cristo efetuou por si mesmo essa satisfação, através da sua morte.

2- Mas Cristo atrai, não a cruz, mas aquele que morreu nela, pelos nossos pecados e por causa do pecado. Ele nos atrai, porque no fel da cruz, demostrou doçura na violencia das trevas, derramou a sua vida para acender a luz da esperança eterna, o mundo que jazia em trevas viu raiar a luz, a partir do Calvario sangrento  violento.

3- Não foram os açoites ou a zombaria dos infiéis, não foram os cravos frios e penetrantes que perfuraram a carne de Cristo, não foram as farpas da madeira ou o peso dela, que causou as mais terriveis e devastadoras dores no Salvador, não foram, com certeza! mas nossas iniquidades, sim nosso pecados, nossas enfermidades de caráter, nossa desobediência e nossa rebelião, todas essas coisas foram mais nefastas na cruz.

4-Na medida em que o nosso coração vê o Salvador que morreu por nós, enfrentando nossa sentença de morte, e morrendo lá, por amor ao pecador, ficamos diante de uma encruzilhada eterna, a cruz de Cristo é uma encruzilhada eterna, pois diante dela, o homem que é exposto a mensagem do evangelho, tem dois caminhos e uma só escolha, assim como o povo deve duas opções e uma só escolha: Cristo ou  Barrabás. a nossa escolha é arrependimento para perdão do pecados, ou rejeição da obra do Calvario e a danação eterna.

5- ""E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim". (João 12:32) Não existiu outra ação mas penetrante no  tempo que o sacrificio da cruz, ela é a consumação  da redenção, a obra universal do triunfo de Cristo no Calvario pela sua morte com sofrimento expiatório, colocou um marco na eternidade, para sempre seremos lembrados que as nossas vestes celestiais serão brancas, porque elas foram lavadas no sangue do cordeiro

6- Ao bradar na cruz, quando seu corpo rasgado e seu sangue escoado, penetra na dimensão espiritual, que é a realidade de todas as realidades, gritando seus ultimos lamentos, e proclama "Está Consumado", a morte da cruz consome toda a sua vitalidade, sua alma está derramada junto com o sangue, que umedeceu o solo, a terra poluida dos homens perdidos, recebe o sangue do Cordeiro imaculado, o mundo fisico e espiritual se abalam profundamente, e por isso os sepulcros se abrem, o véu do templo se rasga e as pedras se fendem

7- Tudo isso por nossa causa, sua morte é a nossa salvação, é a nossa substituição, seu sangue o preço do pagamento sua dor agonizante o nosso alivio eterno, e diante desses fatos, como podemos ficar perante a cruz em posição de neutralidade? nunca! não há homem que fique diante da cruz de Cristo e que em seguida não o siga ou rejeite a obra de expiação cruenta.  A cruz escreve  sua história na eternidade, o sangue de Cristo é o selo de destino de cada homem, inclusive voce, cada um de nós, todos os que nasceram de Adão.   Diante dessa maravilhosa realidade, a unica decisão correta que nós pobres mortais podemos tomar é: ir até Cristo e permanecer nEle.


DEUS seja louvado pela obra da redenção que foi efetuada através de seu Filho amado


Pr Clavio J. Jacinto



Definições da fé verdadeira



A fé é o manual de instruções da esperança, é a lâmpada que ilumina o caminho da adversidade. A fé é a alma da confiança, e sobretudo é o alicerce que sustenta a verdadeira felicidade (Clavio J. Jacinto)

Religião morta ou cristianismo vivo?



Religião é a pratica de liturgia, Cristianismo é relacionamento com Deus, Religião é ir ao templo, Cristianismo é ser igreja, Religião é ler a biblia, Cristianismo é praticar o evangelho, Religião é caminhar pelo mundo pedindo tudo a Deus, mas ser cristão é caminhar cada dia, adorando a Deus. A religião é racionalmente materialista, mas o cristianismo é espiritual e real. Há uma diferença muito grande entre religião e cristianismo, porque a religião aponta para o que eu faço pra Deus, mas o cristianismo aponta para tudo o que Deus em Cristo fez por mim.(Pr C. J. Jacinto)

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

DEUS e o ateismo



A declaração filosófica ateista de que "Deus está morto" mesmo sendo uma metáfora, é algo fútil e sem sentido. Em primeiro lugar, todo ateu filosofo ou todo filosofo ateu é um péssimo teologo, a teologia não funciona onde não existe absolutos morais. Não pode existir luz teológica onde não existe sentido de existência. Em segundo lugar, Paulo, apostolo e teologo, já deu uma sentença teologica ao homem obscurecido pelo orgulho e pelo pecado: Todos pecaram, estão mortos em seus delitos e pecados. A filosofia atéia tomou emprestada a verdade de Paulo e distorceu o sentido, tentando devolver a DEUS a sentença que ELE deu ao homem. Aqui está o sentido claro da rebelião,  e é esse o cerne da teologia biblica. Ao tratar da harmatiologia, o teologo explica que a questão intima do pecado do homem é a sua rebelião contra DEUS. Assim encontramos na postura ateista, uma prova de que as escrituras tem toda razão quando declara que o homem é um rebelde morto.
 Para o materialismo, estamos presos e condicionados ao que a ciencia explica, ela se tornou a voz altissonante, e profética, desenvolveu a sua propria teologia, e porque há tanta insistência em afirmar que DEUS não existe? porque a sua existência incomoda o homem. Há no seu intimo aquela luta de ser o centro do universo, de ser dono do seu destino, e de forma tão ironica, o ateu acaba de cometer um suicidio moral, quando rejeita um destino do universo no controle de um DEUS santo, para coloca-lo em seguida nas mãos do acaso. A teologia da ciencia é péssima, sem absolutos não se tem a certeza de nada, eis o cerne da questão, por isso mesmo, o  terreno relativista é uma areia movediça, não há como colocar fundamentos sobre esse terreno, então a declaração de que DEUS não existe torna-se algo destituida de lógica concreta. Áo querer se intrometer na area teológica, a ciencia mostra o quanto é limitada e incapaz de resolver os problemas espirituais do homem, tudo o que ela sabe fazer está dentro do terreno das coisas passageiras condenadas pelo tempo e pela entropia que reina nesse universo criado. A teologia trata das coisas eternas, misteriosas aos olhos seculares, e como Moisés na solidão do deserto viu a sarça ardente, e os egipcios o juizo divino, assim esse princpio espiritual funciona hoje, DEUS nunca pode ser visto quando o coração está obscurecido pelo orgulho e pela rebelião. No final das contas, a história terá seu climax quando Efesios 1:10 se cumprir, e não terei que agradecer a ciencia, mas ao meu DEUS, quando esse dia chegar...

DEUS ABENÇOE A TODOS

Clavio J. Jacinto

SER CRISTÃO





1 – Os seguidores de Cristo oram chamados pela primeira vez de cristãos em Antioquia (Atos 11:26) desde então o titulo tem sido usado de forma muito relativa, aplicando-o a qualquer pessoa que creia em Cristo, o que não é correto. Há algumas caracteristicas distintas, que fazem com que uma pessoa de fato seja cristã, pois na balança espiritual, deve estar em equilibrio a fé e a pratica. As palavras não valem nada se as ações estiverem em contradição.
2- Paulo admoesta que quem professa o nome de Cristo, deve se apartar da iniquidade (II Timoteo 2:19) cristão é aquele que se parece com Cristo, que vive a vida de Cristo, que tem relacionamento com Cristo, que segue os passos de Cristo, desenvolve as virtudes de Cristo, e se aperfeiçoa  através de um modelo que é Cristo. Deu deseja que cada cristão tenha a imagem de seu Filho (Rom 8:29) toda a teologia paulina tem seu centro nesse sentido, que cada cristao alcance “A medita da estatura completa de Cristo”(Ef 4:13) pois todas as coisas serão reunidas em Cristo na plenitude dos tempos(Ef 1:10)
3- As escrituras nos exortam a andarmos nele(Col 2:2)a termo comunhão om Ele(I João 1:3)  estarmos ligado a Ele(João 15:5) a obedecermos a Ele(João 15:5) não é de admirar que Paulo se pronuncie na defesa de um evangelho onde só o nome e a pessoa de Cristo seja pregada e proclamada (I Corintios 2:1 a 5)
4- Ser cristão não é só crer em Cristo, mas tambem padecer por ele(Fp 1:29) assim o cristão é convocado a considerar a Cristo sumo sacerdote e apostolo da fé(Hb 3:1) pois ele é a causa da eterna salvação, aos que o obedecem(Hb 5:29)
5- Sendo relevante a questão, cada cristão deve aceitar fatos concretos a respeito de Cristo; Ele é mais sublime que o céus(Hb 7:26) mediador de uma nova aliança (Hb 12:24) único mediador entre Deus e os homens (I Tm 2:5) Advogado junto ao Pai(I João 2:1) intercessor junto ao Pai (Rm 8:34) fonte de todos os tesouros espirituais(Cl 2:3) único nome e único caminho para a salvação(At 4:12 e Joao 14:6) ofereceu para sempre um único sacrificio pelos nossos pecados (Hebreus 9:12) está assentado a destra de Deus(Hebreus 1;3) tornou-se herdeiro de Tudo(Hb 1:1) Foi confiado a Ele todo o juizo (Joao 5:22) foi lhe dado todo o poder( Mt  28:18)e voltará triunfante para julgar vivos e mortos(I Tes 5:1 a 10 e II Tes 2)
6- Portanto, amar a Cristo e servi-lo com fidelidade e profundo amor, deve ser a suma da vida de um verdadeiro cristão. “Par que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho no céu e na terra, e toda a lingua confesse que Jesus é o Senhor para a glória de Deus (Fp 2:10 e 11)

Clavio J. Jacinto 

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Cuidado com o falso que aparenta ser verdadeiro



É importante que todos entendam, que os demonios creem em DEUS, os fariseus iam ao templo , oravam e dizimavam, os escribas explicavam as escrituras, Caim edificava altares e oferecia sacrificios de adoração, Ananias e Safira eram membros de uma igreja, Mica tinha uma veste sacerdotal, a mulher de Ló viu anjos, o povo do Exodo viu o mar se abrir, Balaão tinha oficio de profeta,a mulher com espirito de adivinhação mencionava o nome de DEUS, e todos pereceram, porque estavam na direção oposta aos conselhos de DEUS.( Pr C. J. Jacinto)

A profundidade da religião cristã

CRISTO enfrentou a cruz, sofreu na cruz, derramou seu sangue na cruz, morreu na cruz, ressuscitou ao terceiro dia de forma gloriosa, voltará de modo triunfante, para alterar completamente o destino de todas as coisas, e nada disso é superficial, mas radicalmente profundo. Portanto, qualquer pessoa nessa geração que professe a fé cristã de modo superficial, sem reagir com uma atitude radical perante essas verdades fundamentais do cristianismo, será apenas um religioso profano, iludido com a farsa de que a fé cristã é apenas mais uma religião qualquer...(Pr C. J. Jacinto)


Muitas pessoas estão interessadas em igrejas grandes, são atraidas pela multidão, buscam o espetaculo, cativadas pelo show, tornam-se escravas do denominaconalismo, amigas dos deleites emocionais, nunca houve tanto engano religioso, o pai da mentira descobriu um modo simples de enganar pessoas sem visão espiritual, conduzi-las para dentro de templos, para se sentirem bem por irem aos cultos, e iludi-las com uma religião de faz de conta. cantores e pregadores viraram artistas, não é de admirar que o cristianismo da maioria virou comédia...(C. J. Jacinto)

Batalha ao invés de diversão


Vivemos em tempo de batalha, batalha contra as fortalezas do engano, batalha contra os poderes das trevas, batalha contra potestades obscuras, batalha contra espiritos enganadores, batalha contra o mundo que jaz no maligno, batalha contra a mentira, batalha contra a imoralidade, batalha contra a prostituição espiritual, batalha contra as heresias, batalha contra a apostasia, batalha contra as ideologias anticristãs, batalha contra a corrupção, batalha contra o proprio egoismo, e assistimos uma multidão de "cristãos" cegos, que acham que cristianismo é divertimento e prosperidade (Pr Clavio J. Jacinto)

Deus biblico ou deus utilitarista



Há um deus no mercado das religiões, utilitarista, servo dos homens, que está pronto, segundo seus devotos, a fazer tudo o que o homem quer, é o deus que dá o êxtase, que dá os bens materiais, que anestesia a consciência para que não haja um senso de responsabilidade social e doutrinaria, é um deus que aceita a mistura do sagrado e o profano, é um ídolo mental criado por teólogos e pregadores humanistas, para satisfazer as paixões mais baixas do homem caído. esse deus ganhou espaço nos templos modernos, é cultuado como se fosse o DEUS da bíblia, a diferença é que esse deus não é SOBERANO e não é SANTO, porque se fosse não aceitaria todo esse mundanismo que existe nas igrejas, nem é VERDADEIRO, porque se fosse, nossa geração de cristãos não seria diferente das primeiras gerações de cristãos que não tinham esse mundo como pátria, não amaram as suas vidas até a morte, sofriam a oposição das trevas e morriam pela causa do evangelho, sem contudo perder o frescor de uma vida espiritual autentica. O verdadeiro cristianismo prega um DEUS vivo e VERDADEIRO, o falso um deus utilitarista, tipo "papai noel" inventado para a satisfação do egoismo humano (Pr C. J. Jacinto)

Igrejas cheias, corações vazios



As igrejas estão cheias de pessoas que se dizem cristãs(Seguidoras de Cristo), correto isso? mas devemos entender que o Cristo das escrituras andou na direção do sacrificio de si mesmo, trilhou o vale da humildade, ensinou a não ajuntar tesouros na terra, odiava os cambistas no templo, confrontava radicalmente a hipocrisia religiosa e denunciava com veemencia as falsas doutrinas, renunciou na tentação, todos os reinos desse mundo, não se conformou com esse sistema caido, ajudou os pobres, consolou as viuvas, deu valor aos mendigos, enfrentou as mais duras aflições por causa de seu semelhante, Jesus não teve um caminho de conforto mas de confrontos, e uma cruz foi seu destino na vergonha e no desprezo, por fim deu a sua própria vida para doar verdadeira esperança para muitos, A verdade é que a maior parte das pessoas que se dizem cristãs, não são nada parecido com o SENHOR JESUS CRISTO dos evangelhos(Pr C. J. Jacinto)

Agravo ao Espirito da Graça e profanação ao Sangue da Aliança



Como se faz agravo ao Espirito da Graça e se profana o sangue da aliança? simples, basta banalizar o evangelho, transformar os templos em teatros,substituir a pregação da sã doutrina por muita musica, substituir um ambiente de santidade e temor a Deus, por um ambiente de clube dançante, cinema ou circo, abandonar a centralidade de Cristo substituindo pela presença da sensualidade da moda secular substituindo o louvor a DEUS, por musicas egocêntricas, que propagam a magica do milagre sem oração, Digo mais ainda, roubando a glória que pertence a DEUS, dando aos artistas de musica gospel ou pregadores profissionais.  Quando um povo que se diz cristão, se reúne sem choro, sem clamor pela vinda de Cristo, onde não há humildade, onde não há temor reverente a Deus, onde não há processo de santidade multiplicada para enfrentar um mundo de iniquidade multiplicada, ai  está um falso evangelho, é tempo de se humilhar e se arrepender e não de festejar, despertai-vos, porque o juizo começará pela casa de Deus(Pr C.J. Jacinto)

Teatros e Shows em igrejas...

É necessário uma voz de alerta, em meio a essa nova religião que se diz evangelica, e que no entanto se divorcia cada vez mas da cruz de Cristo. Os templos agora estão virando verdadeiros teatros de danças, peças teatrais e muito entretenimento, nada de cruz, nada de Cristo, o crucificado e ressurreto Senhor Jesus está sendo banalizado através de uma religião de luzes e entretenimento. Lamentavelmente o povo está sendo atraido por esse engodo de religião carnal, cheia de festas para entorpecer a consciencia e fazer com que as pessoas não se deem conta do engano. Haverá um tempo em que as pessoas lamentarão por menosprezar tanto o sacrificio de Cristo, vivendo uma vida tão supeficial, sem santificação e sem mortificação da carne. O convite para ir a Cristo ,não é para o arrependimento, é para a diversão. ir ao templo já não tão diferente de ir ao cinema e aos clubes e danceterias, não é para obediencia a DEUS, mas fazer com que DEUS obedeça ao homem. Senhores dessa religião humanista, vossa queda será fatal, porque o engano nunca se firmará eternamente.

C. J. Jacinto


A cruz não permite superficialidades



Na medida que mergulhamos no estudo da obra da cruz, no preço que Cristo teve que pagar pela redenção, quando vimos como foi brutal o sofrimento do SENHOR, como foi penetrante as profundezas da malignidade do pecado no madeiro cruel, quando as trevas vieram sobre aquele terrivel dia da expiação no Calvário, quando Cristo pagou com seu próprio sangue, o preço da redenção, a mais cruel realidade da dor e do sofrimento teve que enfrentar, entre as farpas, os cravos e os açoites, o sangue puro derramado na terra amaldiçoada pelo pecado, diante disso, é inadmissível uma vida cristã superficial...(Pr Clavio J. Jacinto)

O sistema consumista e o cristão


A felicidade que o sistema consumista oferece é muito fragil. é sustentada por um fio de brevidade de satisfação egoista, tal coisa é incapaz de sustentar o peso da ansiedade humana. Uma vida só tem direção, quando a luz moral do evangelho orienta as questões existencialistas mais profundas do homem. Devemos despertar para viver a verdade, e não mergulhar numa vida materialista, para amortecer a vida, tornando-a escrava das coisas que perecem. (C. J. Jacinto)

O sangue, a cruz e a pregação



Vou sempre pregar a cruz, vou sempre exortar as pessoas que se lembrem do sangue derramado no Calvario cristo é nossa substituição penal, vou sempre exortar aos meus ouvintes a procurarem somente refugio em Cristo, vou sempre denunciar o mundanismo, defender a santidade, proclamar que o homem é um pecador que precisa se arrepender, vou sempre pregar que regeneração, no sentido biblico é um transformação completa de vida, assim como se converter é mudar completamente de direção, não tenho outra mensagem, não posso divorciar o amor de Deus da sua justiça, nem proclamar o céu sem advertir sobre o inferno, não posso proclamar a luz sem denunciar as trevas, esse é meu ministerio, não vou ficar famoso, não vou atrair multidões, não vou receber aplausos, nem muitos interessados na minha teologia ortodoxa, mas não quero ser um dos culpados por formar essa geração de evangelicos enganados por uma teologia apostata, secular, humanista e mundana. (Pr C. J. Jacinto)

Footer Left Content