sábado, 30 de abril de 2016

O CONFLITO UNIVERSAL

“Deus está edificando sua Igreja para consumação do reino universal de Jesus. Satanás está edificando o sistema mundano para seu ápice no reino do Anticristo. Quando nos deparamos com a escolha de caminhos, a questão não é: Isto é bom ou mau? É útil ou nocivo? Não; a pergunta deve ser: ‘Isto é do mundo ou de Deus?’ Uma vez que só há este conflito no universo” (Watchman Nee)

A SEDE DA ALMA




A sede espiritual é uma sede profunda do nosso ser. Só o oceano infinito da misericórdia de Deus pode saciar essa sede. As vaidades religiosas do mundo, não podem saciar essa sede, só pode anestesia-la, para que ela despareça pelo breve momento da nossa existencia.

Clavio Jacinto

O CORAÇÃO COMO CASA DE ORAÇÃO



A minha casa será chamada casa de oração, essa foi a declaração de Cristo (Mateus 21:13) no contexto entendemos que Jesus se referia ao templo, onde os cambistas tinham transformado em um covil de negócios ilícitos. 

 A oração como o centro da vida devocional, parece transparecer de forma bem clara na vida do Mestre e Salvador.  Suas palavras ecoam pelos seculos, e ainda estão vivas diante de nosso coração: A minha casa será chamada casa de oração. O que isso significa para nós?
Ao lermos a palavra, parece que ela nos direciona para o templo cristão, o que chamamos de igreja, ou local de reunião dos cristãos. De fato é muito bom reunirmos para orarmos, seja num templo ou num salão isso é muito bom, Porém não deveríamos entender assim, pois Jesus Cristo nos revela em João 14:23, que quando guardamos os seus mandamentos, O Pai nos amará e Ele e Cristo farão morada dentro de nós. Então ao entendermos Mateus 21:13 nessa perspectiva, Cristo nos convoca a fazer do nosso espirito, uma casa de oração. Nosso homem interior consagrado para ser um lugar de devoção e intimidade com o Deus triuno.
Paulo ensina em II Timoteo 4;22 que o Senhor Jesus pode tornar-se intimo em nosso espirito. Ora, entendemos que as coisas espirituais são reais quando Cristo habita no homem interior pelo Espirito Santo. Em outra parte, Paulo nos adverte, que aquele que não tem o Espirito de Cristo, esse tal não é dele. (Romanos 8;9)

 Nosso espirito como a casa de oração. Esse seria um modo correto de entendermos alguns princípios espirituais. Pois nossa vida de oração é uma vida de comunicação intima com Deus. Nosso mundo interior deve ser o mundo dominado pelo Senhor. Sabemos que o nosso espirito é parte mais intima de nosso ser, mas além do psicológico. Todas as esferas da nossa vida precisam ser santificadas e controladas pelo Espirito de Cristo, e somente quando há uma unidade entre o nosso espirito E o Senhor, tal experiencia espiritual pode ser real.
 O processo de fazer com que nosso espirito se torne uma casa de oração, é viver uma vida de comunhão intima com Deus e com as coisas concernentes a Ele. Sua palavra deve habitar com riquezas dentro de nós, nosso pensamento deve estar voltado ao dialogo e a comunhão com o Senhor. Devemos pensar nas coisas do alto, no profundo de nosso coração. Deixar que a luz do evangelho resplandeça poderosamente em nosso intimo. 
 Que o Senhor ilumine nosso entendimento, para que possamos compreender a profundidade da importância de sermos interiormente uma casa de oração.

Clavio Juvenal Jacinto

sexta-feira, 29 de abril de 2016

A OBRA DA CRUZ

A obra da cruz, o madeiro de Cristo, é a unica ponte capaz de unir perdão com misericórdia, justiça com amor, gravidade com paciencia, por isso mesmo pode unir por um sofrimento vicário, o tempo e a eternidade, para tirar o redimido das coisas temporais para coloca-los na esperança de uma vida eterna. (Clavio J. Jacinto)

A VISÃO QUE DÁ FIRMEZA



O segredo da firmeza espiritual, é uma questão de visão espiritual, e o segredo é esse: olhe para a obra perfeita da cruz, não para as obras deficientes dos homens (Clavio J. Jacinto)

quinta-feira, 28 de abril de 2016

O pecado e o diabo

" O pecado e o diabo estão relacionados entre si. Se o pecado não pode ser nosso rei, espontaneamente o diabo não terá qualquer terreno em nosso coração"

A CRUZ- Pag 17- Watchman Nee

A TRIPLICE CONDUTA DO HOMEM ESPIRITUAL



Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e rescendo no conhecimento de Deus. (Colossenses 1:10)


Há nessa passagem de Colossenses, tres condutas que não devem faltar aos cristãos vigilantes desses últimos tempos. Gostaria de falar um pouco sobre cada um dessas características, distintas que serão marcas inconfundíveis dos poucos homens regenerados de nosso tempo. No meio a tanto engano e nesse vasto oceano de evangelho superficial, as características abaixo serão consideradas como atitudes radicais daqueles que querem servir e andar com Deus de modo digno.

Agradando lhe em tudo

Perceba como as mensagens que saem dos púlpitos modernos, são esquematizadas de tal forma a agradar o publico em geral. Nada de ofensivo, nada que possa ser impopular, deve ser proclamado. A maioria dos púlpitos derrama leite falsificado. Mensagens de auto-estima, mensagens incrustadas de psicologia. O evangelho moderno é feito aos moldes de um coração carnal, para agradar aos homens e não a Deus. Essa falha na estrutura da proclamação do evangelho tem produzido uma ideia errônea a respeito de Deus. De servo, o cristão moderno passa a ser um senhor, e Deus de Senhor passa a ser um servo do homem. Isso é mais que um insulto a divindade, é uma blasfêmia. Mas a vida que agrada a Deus é radical, ela conduz o homem devoto a beber do cálice da auto-negação. Convida o cristão a tomar uma cruz, a não amar a sua vida, a viver nesse mundo, sem amar esse mundo, a convocação do Senhor é essa: Sejam peregrinos, sejam santos em todo vossa maneira de viver, sejam íntegros, sejam luz e sal, sejam homens transformados pelo evangelho, não vivam segundo a  carne mas segundo o poder do Espirito. Mas os cristãos modernos modernos não querem isso.  A mensagem bíblica sobre o preço do discipulado é um estraga prazeres para o crente carnal. Mas somos convocados a vivermos de tal modo a agradarmos ao Senhor, em tudo, todo o momento, toda a fração de segundo, em todas as direções e em todas as circunstancias e ocasiões.

Frutificando em toda a boa obra

Para que haja uma frutificação precisamos estar ligado na videira e receber da seiva, da vitalidade que há em Cristo. DEle flui o poder da ressurreição. A frutificação é um processo divino no espirito do homem regenerado. Em outras partes das escrituras, entendemos que são os frutos que procedem uma vida de arrependimento. Porque sem arrependimento e conversão não há novo nascimento ou regeneração. O Espirito Santo não pode operar com um abundante fluir, no espirito do homem não regenerado, sem uma rendição completa do homem a Deus, esse processo de frutificação abundante nunca pode acontecer. Mas hoje vimos como tanta gente vive um credulismo próprio. Não querem se sujeitar a Deus, por isso não podem vencer e sair da esfera das coisas malignas. Para que a boa obra seja uma realidade, a ação precisa ser influenciada pelo Espirito Santo, e nossa vontade deve estar completamente submissa a Ele. As escrituras atestam que o novo homem, regenerado, é feito em verdadeira justiça e santidade. É uma nova criatura, uma nova criação em Cristo, recebendo do Senhor toda a vitalidade espiritual, numa união intima e objetiva. Portanto nunca pode haver no homem regenerado relativismos morais e ambiguidades espirituais. Ele é transparente, e atua com a força magnifica do Espirito Santo.

Crescendo no conhecimento de Deus

A vida cristã torna-se profunda na medida em que nosso relacionamento com Deus torna-se mais intimo e mais real. Será que essa geração de cristãos conhece de fato o Deus revelado nas escrituras? Estamos compreendendo a natureza de Deus pelo estudo sistemático das escrituras? Sua soberania, Sua supremacia, Sua justiça, Sua santidade, Sua glória? temo que a maioria esteja crendo de forma superficial, ou tenha inventado um deus aos moldes de suas próprias paixões ou opiniões, ao invés de crer no Deus justo e Santo, Soberano e Supremo, revelado de forma progressiva nas escrituras. A própria maneira como se cultua, como as coisas prosseguem hoje em dia, em termos de cristandade apoia essa minha desconfiança. Nossa meta é conhecer e prosseguir em conhecer o Senhor Deus em sua triunidade. Nossa jornada de fé é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito. a medida que avançamos na vida espiritual, a glória de Deus precisa ser mais real para nós. no entanto o que vimos senão uma geração que se afasta mais e mais do Deus bíblico.
 Como podemos crescer no conhecimento, sem temor e sem relacionamento contínuo com o Senhor? Como podemos conhece-lo em plenitude se essa geração de cristãos materialistas ora muito menos que as outras gerações de cristãos? Como podemos conhece-lo se nosso cristianismo está envenenado por teologias e doutrinas falsas? como podemos conhece-lo se cada vez mais o cristianismo está fracionado por causa de falta de perdão, por causa das opiniões pessoais e por causa da ganancia e falta de humildade?
 Conhece-lo em intimidade, num relacionamento com a sã doutrina, com a ortodoxia cristã, é a forma correta de reajustarmos nossa vida espiritual. Porém se prega tanto um deus serviçal, pronto para satisfazer a vontade materialista do cristão moderno. Um deus reduzido a escravo da nossa vontade e de nossas determinações. Esse é um deus falso, criado por mentes carnais, um deus falso cujo altar é o coração do homem que se diz cristão. O conhecimento do Deus verdadeiro vai conduzir sempre o homem a crença em deuses falsos. Mas na medida em que tomamos como padrão, a vida do próprio Salvador e Senhor Jesus Cristo, a maneira como Ele se relacionava com Deus Pai, como o amava e como o servia de forma completa, numa rendição total a vontade do Pai, isso é modelo de vida espiritual mais elevada que alguém pode ter. Que Cristo seja nosso modelo de piedade, relacionamento e conhecimento de Deus.
 Que o Senhor nos conceda graça para que essas verdades divinas estejam acesas dentro do nosso coração, e como Enoque, foi levado para a presença de Deus, porque andava na presença de Deus, sejamos nós também uma geração que possa andar nessa mesma direção.


Pr Clávio Juvenal Jacinto


quarta-feira, 27 de abril de 2016

Virtudes e Humildade



1-Sempre devemos ser diligentes, mas nunca devemos ser apressados

2-Se não convencemos pela vida transformada, não temos vida transformada.

3-A integridade da fé, nos conduz para uma vida integra, de outra forma, a fé não é verdadeira.

4-A humildade precede as virtudes, de outra forma, nada será virtude.

5-Se a palavra de Deus não chega com firmeza dentro do nosso coração, não sustentará a nossa alma

6-Tres coisas que não são para gente fraca: perdoar sempre, sinceridade a qualquer a custo e fidelidade a qualquer preço.

7-As mais  nobres riquezas espirituais e os mais profundos mistérios do reino de Deus são concedidos aos que escolhem viver uma vida de intensa oração.

8-Não perdoar é viver inutilmente

9-Seja a nossa gratidão sempre iluminada pela nossa fé.

10-Humildade é a virtude que faz com o meu próximo seja mais importante do que eu.

11-A gratidão é o caminho do coração nobre, o escudo da alma humilde e a fortaleza do pensamento confiante.

12-A humildade é como as estrelas celestes, escondem a grandeza atrás da noite, orienta o homem que precisa e desaparecem para deixar o dia triunfar sobre a noite.

Autor: Clavio J. Jacinto

O valor de uma alma...

Eu não poderia deixar de publicar essa pequena e profunda frase...

O diabo vende as mais insignificantes ilusões aos homens pelo preço da própria alma dos homens. Deus compra as almas dos homens pelo preço mais alto, pois cada homem redimido custou a vida de Jesus Cristo.



 Clavio J. Jacinto

Discernimento para ser Sabio...



1- Conhecimento espiritual dá libertação espiritual

2-A grande tragedia de uma apostasia pessoal é que muitos não percebem a sua condição de ruína espiritual, até que estejam completamente e irreversivelmente arruinados.

3-É melhor ser um mártir da verdade do que ser um sobrevivente da mentira.

4-A Ignorância produz em todos os tempos, suas próprias algemas e seus próprios carceres.

5-Quem valoriza demais o que é supérfluo, acaba se omitindo de tudo aquilo que é fundamental.

6-Onde a bíblia não é a autoridade final, a estrutura religiosa desaba pois não resiste nem ao tempo e muito menos a eternidade.

7-Aquele que se apoia na própria sabedoria, constrói a sua segurança encima de areia movediça.

8-O coração corrompido e obscurecido é o produto final do pecado, da rebelião e do orgulho.

9-O diabo vende as mais insignificantes ilusões aos homens pelo preço da própria alma dos homens.

10-Oh homem! és vapor, tão insensível és, incapaz de perceber a todo momento, a brevidade imediata das ilusões desse mundo.

Autor das frases: Clavio Juvenal Jacinto

terça-feira, 26 de abril de 2016

A TRIPLICE BATALHA DO CRISTÃO



Em Judas 3 somos convocados para batalharmos pela fé que uma vez foi dada aos santos. A vida cristã é um campo de batalha, até a consumação da nossa vida aqui neste mundo. As escrituras ampliam essa batalha, embora Judas 3 seja uma convocação apologética, o cristão está envolvido em três campos de batalha: A carne, o Diabo e seus demônios e o mundo. Judas ao escrever sobre a necessidade de batalharmos pela fé que uma vez foi dada aos santos, entendeu a extensão dessa guerra, e a importância da vitória do cristão nesses três campos. Vimos através da lente das escrituras, que mesmo vista de um ponto de vista apologético, os três campos de batalha envolvem também a  apologética, visto que:

1- Nossa mente quando dominada pela natureza carnal produz falsas visões e delírios, e produz heresias e falsas doutrinas.

2-O mundo com sua falsa sabedoria produz falsas religiões e também heresias de destruição.

3-Satanás usa seus demônios para promover falsas doutrinas espúrias e enganadoras para enganar os homens ignorantes sem discernimento


A tríplice batalha e suas áreas distintas na vida cristã

1-A nossa natureza carnal e egoísta. Paulo Declara em Gálatas 2:20 que ele estava crucificado com Cristo, não mais era ele que vivia, mas Cristo estava vivendo nele. Jesus falou sobre o negar-se a si mesmo e carregar a cruz. A função da cruz é matar o nosso ego. Ao sacrificar a nossa natureza carnal, desativando ela com a mortificação, iremos desemprega-la e reduzi-la ao domínio do Espirito Santo que habita no nosso espirito. A carne ou a natureza pecaminosa não é extirpada da vida do cristão, quando ele passa pelo processo da regeneração. Deus começa a sua obra em nosso espirito. Geralmente a carne e a sua força esta ligada a nossa psique (ou alma). Quando a natureza carnal é crucificada a batalha contra as concupiscências e paixões carnais ficam menos intensas. Um teste supremo para saber se realmente a batalha contra a carne está sendo vencido e ela perde a sua força em nós, pode ser vista pelo amor que temos pela lei de Deus. A carne odeia a lei, não quer ser submissa aos mandamentos de Cristo, nem aos preceitos bíblicos. Quando você ama a lei e medita de dia e de noite, quando acha e experimenta a suavidade do jugo de Cristo, que de outra forma jamais poderia ser suave, pois a carne pecaminosa por si mesma já é um fardo que o homem regenerado carrega, e faz a vida espiritual ficar branda somente quando ela, a natureza carnal, fica inerte na mortificação. A função da cruz, é eliminar o poder dessa natureza pecaminosa, por isso ela segue uma regra básica. precisamos negar-se a si mesmo, e depois tomar a cruz, ou seja a mortificação.
 Outro meio de verificar o grau da nossa mortificação, vem através da nossa humildade e a modéstia. O cristão que mortifica a sua natureza carnal, está colocando a vontade de Deus acima da sua vontade, e ama a santidade acima de seus caprichos e opiniões. As características da natureza carnal podem ser vistas nas obras da carne, registradas por Paulo em Gálatas 6. Quando menos traços dessas obras da carne existirem em nós, isso significa que a batalha contra a natureza carnal está sendo vencida.

2-O mundo. É o sistema caído, influenciado pelo maligno e de predominância adâmica. Nesse sistema a rebelião é uma marca distinta. O mundo é rebelde, está trevas, é chamado de geração perversa e corrompida, jaz no maligno, mas os homens caídos se associam ao deus desse seculo e pervertem as coisas sagradas. O mundo é completamente anticristão. Oposto a santidade de Deus, é na verdade um mundo antiDeus. Afronta com seus costumes e filosofias, ao Deus santo. Não se submete a vontade de Deus. O mundo quer viver nas volúpias do pecado, espiritualmente as almas pecadores se banham em um mar imenso de lascívia, vícios e rebelião. A batalha de cada cristão é viver nesse mundo sem ser contaminado por ele. As escrituras advertem que não devemos amar o mundo, nem o que há no mundo.(I João 2:15 a 17) Não devemos adaptar-se a ele, mas confronta-lo. e por causa desse confronto, devemos exercitar a nossa fé santíssima, para vence-lo.(I João 5:4)

3- Satanás e seus demônios e espíritos imundos. A guerra nessa esfera é a mais complexa, por tratar-se de uma classe de inimigos, cuja esfera de atuação é na maioria das vezes invisível, requerendo muito discernimento, para que se tenha um bom combate. no entanto, jamais devemos ignorar os os ardis satânicos. A existência do diabo é um fato, a bíblia dá  muitos exemplos claros da realidade de sua existência. Como vencemos essa batalha? acaso ela não se tornaria acirrada nos últimos dias? Paulo adverte que nos últimos dias alguns se apostatariam da fé por dar ouvido a doutrina de demônios. Talvez passamos muitas vezes por passagens bíblicas que falam sobre isso (Veja I Timóteo 4:1) Em Mateus 4, na tentação Cristo usou a Palavra de Deus para combater o inimigo, os apóstolos foram comissionados a expulsarem os demônios pelo nome de Jesus Cristo. Em Apocalipse 12:11 a vitoria dos santos contra hostes malignas foi conquistada através do sangue do cordeiro e pela palavra do testemunho.  Hoje essa batalha está mais acirrada, intensa e jamais podemos ceder as tentações e ataques do inimigo.


Como essa batalha tríplice é uma realidade devemos manter uma vida de comunhão intensa com Deus, estudar com dedicação as escrituras e viver uma vida consagrada, e em estado de vigilancia espiritual durante todo a nossa peregrinação por essa vida.


PARTE II



"A oração é uma arma poderosa num conflito terrível. Nossas orações devem representar um esforço sincero e contínuo de luta. A luta contra tudo aquilo que não for a vontade de Deus" (P. Forsyth)

"Não podemos conhecer Deus em plenitude, se o mundo nos influencia mais do que as escrituras" (Paul Walsher)

"Não há terreno neutro no universo, cada metro quadrado e cada fração de segundo é reinvidicado por Cristo ou por satanás" (C. S. Lewis)
-----------------------------------------------------------------

Autor: Pr Clávio J. Jacinto
Paulo Lopes SC
claviojj@gmail.com


segunda-feira, 25 de abril de 2016

CRISTO: O CENTRO DO VERDADEIRO CRISTIANISMO


FATOS IRREFUTAVEIS...

Onde a obra da cruz de Cristo não é suficiente para Salvar,(Atos 4:12) Onde a mediação de Cristo não é suficiente para nos libertar(I Timoteo 2:5)Onde Cristo não é advogado suficiente para nos defender(I João 2:1) Onde Cristo não é luz suficiente para nos iluminar(Joao 8:12), Onde Cristo não a unica porta (João 10;9) onde Cristo não é o unico caminho, Onde Cristo não é a unica verdade,onde Cristo não o unico que concede vida espiritual(Joao 14:6) onde Cristo não é o centro da devoção,(Mateus 2:11) ali não haverá evangelho autentico Lembrem-se, que lá no céu só havia um que era digno que abri o livro selado com sete selos: Cristo e mais ninguém!(Apocalipse 5) Paulo disse que Cristo tem a preeminencia,(Colossenses 1:18) tambem afirmou que Cristo é tudo,(Colossenses 3:11) foi ELE quem assentou-se a destra nas alturas,(Hebreus 1:1) Foi ele quem venceu a morte e o inferno(Apocalipse 1:18 com Hebreus 2:14) o autor aos Hebreus diz que o Cristo Divino não tem pai e nem mãe biologico e nem genealogia, porque o Amado Salvador bendito e divino, não tem principio de dias (Hebreus 7:3) em suma, todo joelho se dobrará diante de Cristo e confessará que ELE é Senhor, ele e somente ELE! (Filipenses 2;9 a 11)Ele é centro onde será consumada toda a história universal de toda a criação(Efesios 1:10) O testemunho das escrituras é que ELE é fiel e verdadeiro, julga e peleja com justiça(Apocalipse 19:11) Jesus mesmo disse:"Sem mim nada podeis fazer"(João 15:5) Todas as coisas subsistem por meio de Cristo (Hebreus 1:1) Isso é cristianismo verdadeiro, biblico e neotestamentario, o resto e mera religião adulterada...Maranatha! Vem Senhor Jesus!!!(Clavio J. Jacinto)

Sobre Apostatas e Desviados

Faz alguns dias que encontrei um "desigrejado" ele argumentou que tem uma altar em casa. Não precisa ir a igreja. O grande engano do diabo é colocar sentimentos de segurança nos corações rebeldes, assim, com a mente cauterizada, tais acham que, pelo simples fato de crerem em Deus, e cumprirem algumas regrinhas de comportamento, isso basta para ser Cristão. Cristo errou ao instituir uma igreja organica? Errou ao instituir a santa ceia? errou ao instituir pastores? errou a igreja primitiva ao perseverar todos os dias no templo? errou em se reunir em grupo, nas casas? Um membro sem um corpo é apenas um pedaço de carne e nada mais...(Clavio Juvenal Jacinto)


Jonas e a Apostasia Pessoal




É possível crer em Deus, ouvir a voz dele, sustentar uma crença tradicional e andar na contramão da vontade de Deus, alimentando a própria razão do ego e obedecendo as opiniões pessoais. Jonas é um exemplo de que um homem pode sustentar uma fé em Deus, e andar em apostasia. O resultado é a escuridão do porão da razão e a vida quebrada pelas tempestades da desobediência. Sem uma reconciliação e um retorno para a vontade de Deus, a alma desobediente enfrentará as consequências da desobediência e o inevitavel juízo eterno.(Clavio Juvenal Jacinto)

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Como Adquirir Percepção Espiritual



Mateus 13:14 a 16

Em Mateus 13, Jesus ensina através de parábolas. Há verdades espirituais profundas por trás de historias simples, e todo a capitulo de 13 de Mateus revela essa verdade. Jesus explica sobre um problema universal, a falta de percepção espiritual. Quase que, como uma denuncia, Jesus cita um texto do profeta Isaías, e faz uma séria denuncia contra muitos ouvintes judeus: "Ouvindo, ouvireis mas não compreendereis".  simples fato de ouvir o evangelho ou as verdades espirituais contidas nas escrituras, significa que se terá uma compreensão clara das mesmas. Há algo mais profundo do que ouvir palavras, sermões e mensagens, é compreender com o coração. Sem duvida nenhuma, a revelação das coisas de Deus, tendem a trazer transformação para o homem. A experiencia da transformação começa quando o ouvinte não é enganado com a atitude falsa de guardar a palavra sem pratica-la ou aplica-la na sua vida. Em Tiago 1:21 e 22, temos uma advertência séria, não ser somente ouvinte, mas praticante. Também vimos em Efésios 1;18 que Paulo ora para que haja uma abertura no entendimento do ouvinte, pois a compreensão das coisas espirituais e a percepção da verdade mais profundas de Deus, ocorrem quando o Espirito Santo trabalha no coração daqueles que ouvem com prazer e amor, e não com má disposição. Jesus continua e diz " E vendo vereis e não percebereis" aqui está algo mais profundo. A percepção espiritual não é o simples enxergar de uma doutrina, mas a essência dela, a força qie transforma o nosso interior e faz com que tenhamos o impulso de andar de acordo coma  vontade de Deus. Jesus denuncia que ouviram de mal grado. Sem a disposição necessária para que a palavra possa entrar com poder transformador na vida interior. Quando não ouvimos com amor, atenção e disposição, já perdemos o meio legitimo, pelo qual  adquirimos percepção das realidades espirituais. Toda a compreensão verdadeira começa pelo coração, não somente o intelecto, mas lá no profundo, em nosso espirito, isso não é algo meramente superficial, porque o espirito do homem é que tem a comunhão mais intima com o Espirito de Deus (I Corintios 6:17). Não na alma. que é mais exteriorizada e sofre as influencias dos poderes da carne. A alma abrange mais o nosso psiquismo mas o espirito é nosso ser mais profundo e é a parte mais real do homem. porém com a queda, a alma e a carne predominaram, e o espirito ficou sufocada no intimo do ser. Muitas manifestações que vimos hoje na mistica moderna, nada mais é do que a expressão da alma que tem libertada a sua força, pela emoção ou por certos exercícios religiosos. Toda vida cristã deve ser permeabilizada pela sã doutrina. Só pode ter experiencias espirituais quem tem discernimento, quem compreende o que verdadeiro e o que é falso, quem tem percepção para saber o que é autentico e o que é imitação. Eu estou falando em questões de doutrinas ortodoxas. A experiencia que não conduz a sã doutrina, não é uma experiencia verdadeira.

Um coração insensivel não pode amar a Deus da maneira como deve ser amado, e não compreende as escrituras de modo a serem compreendidas na sua totalidade e na sua profundidade. O contexto cultura de Mateus 13 demostra que uma pessoa pode ter muita familiaridade com as escrituras, como os escribas e fariseus, sem contudo perceber a vida de Cristo e a salvação redentora que vem através da cruz. Assim como o Eunuco sentado em sua carruagem, le o profeta Isaías, mas precisa de Felipe , para lhe dar as explicações necessárias para que o véu das coisas espirituais se abram, e o intelecto receba uma luz intensa, para que as verdades desçam a té o espirito, e o coração tenha uma compreensão clara das  verdades divinas.

Um dos principais efeitos da carne é produzir uma crosta no coração, uma poeira de experiências falsas, enganos e opiniões, Com o tempo essa casca engrossa e endurece o coração, sendo a luz do evangelho não consegue penetrar lá dentro, a menos que um martelo esmiúce essa crosta. Só a palavra de Deus pregada com muita unção, através de homens consagrados e cheios de uma vida de temor a Deus e orações pode ter um poder espiritual proveniente do Espirito Santo que habita no seu espirito, só tais homens cheios do poder de Deus, podem dilacerar muitos corações endurecidos.

Veja que em Atos 16:14 Deus abriu o coração de Lidia, para que a pregação de Paulo surtisse um efeito espiritual eficaz nela. Aqui vimos que a verdade precisa ir no mais profundo do homem, e lá encontrar a terra mais fértil que existe no ser. Além de demostrar de forma clara que a conversão, a compreensão das coisas espirituais tem a ação direta do próprio Senhor, sendo que todo o conhecimento e métodos dos homens são inúteis se eles não estiverem consagrados a Cristo. É a ação do Espirito Santo entrar no coração do homem e conduzir as verdades iluminadas do evangelho, para o lugar mais intimo do nosso ser. Só quando esse lugar profundo, onde está o espirito do homem, recebe uma iluminação espiritual verdadeira, ele passa a ter percepção espiritual e discernimento. Então sua vida é transformada, a verdade torna-se ação constante, a comunhão com Deus torna-se mais real e verdadeira.

Toda nossa compreensão das coisas espirituais, seguem princípios e condições. Primeiro devemos estar preparados para ouvir com amor, devemos envolver o nosso coração com a sã doutrina, devemos consagrar a nossa vida ao Senhor, depois devemos sempre estar dispostos a praticar a verdade revelada no nosso espirito, e  então devemos deixar o Espirito Santo ter completo domínio de nosso espirito. Devo deixar claro, que o espirito Santo não rouba a personalidade de ninguém. O simples domínio do Espirito Santo em nós não causa cegueira espiritual, pelo contrario produz discernimento. Ele não se apossa da nossa volição, nos orienta e fornece as condições necessárias para que sejamos santos sem deixar de sermos nós mesmos.

Pr Clavio J. Jacinto











/











































sexta-feira, 15 de abril de 2016

A Frieza Espiritual e O fervor no Espirito


"Assim porque és morno..."(Apocalipse)

A Igreja começou na força de um vento veemente e impetuoso e com línguas de fogo. O nível de um cristão normal, assim como também de um a igreja normal é o fervor espiritual. Quando isso termina, quando diminui o fervor piedoso, isso é sinal de decadência e apostasia. Jesus identifica o calor espiritual de Laodiceia: Mornidão. A sequencia de uma diminuição da fé e da espiritualidade, ao invés de um progresso, é um mal que assola a todos. Há sempre um processo de decadência, parece ser o curso das coisas naturais. Na natureza, vimos como a  entropia desgasta todas as coisas. Um recipiente com água fervendo, só permanece nesse estado se o fogo continuar aceso. De outra forma, a água esfria. Na dinâmica espiritual, as coisas também funcionam assim. Para que a igreja manter um fervor, é necessário não abandonar os princípios que fazem esse fervor ficar ativo. De outra forma, a decadência virá. Creio que hoje precisamos mais de Cristo e menos do mundo. Precisamos orar mais e cantar menos. Precisamos mais da presença de Deus e menos da presença de artistas religiosos, precisamos mais do mover do Espirito e menos do mover da carne. Precisamos de mais sermões expositivos e não de psicologia, precisamos falar contra o pecado e não promover a auto-estima. As mudanças precisam vir. A bíblia testifica o conceito que o próprio Senhor tem a respeito da sua própria palavra, ela é como um fogo (Jeremias 23:29). Não é de admirar que quando Pedro prega a palavra que é fogo, o Espirito Santo seja derramado sobre os ouvintes (Atos 10:44). Quanto mais eu tenho me alimentado das escrituras, mas vejo esse fogo dentro do meu coração. A palavra de Deus como um fogo que ilumina minhas falhas e defeitos, a palavra de Deus que santifica e me conduz pelas veredas da justiça, é nessa condição que o fervor espiritual sobe, e a mornidão não pode prevalecer sobre nós. Cristãos fervorosos, onde você encontra eles? carnais podem ser encontrados em qualquer lugar. Fervorosos são raros, porque a vida no fogo do Espirito Santo requer disciplina, abnegação, santificação, obediência, consagração, e pregar sobre isso hoje está fora da moda, imagine então praticar essas coisas!
A vontade de Deus é "sede fervorosos no Espirito" (Romanos 12:11) esse é o padrão, essa é a vontade de Deus, em outra parte Jesus no entanto diz "Nem todo aquele que diz Senhor Senhor, entra no reino dos Céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus"(Mateus 7:21)

A igreja de Laodiceia era uma igreja morna, em processo de esfriamento. Quando a igreja tenta misturar vida cristã com vida mundana, o processo de decadência vem. tenta-se manter o fervor por atos mecânicos, inventos e inovações. Mas mesmo com o uso de técnicas humanas, para tentar reavivar a igreja e manter os padrões, não dá certo. Inflamar o fogo das emoções não é o mesmo que ser cheio do Espirito Santo. Embora muitos cegos espirituais não saibam fazer essa distinção, é fato que fazer uso de uma boa retorica, mesmo com um poder de persuasão não é o mesmo que unção. Cegos não distinguem isso. Emocionar uma pessoa com palavras suaves, não é unção do Espirito Santo. A imitação não tem o mesmo valor que a verdade, escudos de bronze não são iguais a escudos de ouro.
Hoje vivemos na frieza, há um frio que imita o fogo, isso parece loucura, mas é verdade. Como pode ser isso? Todo fogo estranho, é um fogo sem poder santificador. O movimento evangélico moderno, alimenta um avivamento que não santifica e não transforma vidas, Aliás um avivamento em que não se denuncia pecados, não chama pessoas ao arrependimento e não produz verdadeiros convertidos, não é avivamento genuíno, é imitação barata.  É um mito, uma heresia que se perpetua por a ou até seculos, a fabula de que uma pessoa pode tornar-se cristã sem se arrepender dos seus pecados e se converter. Sem novo nascimento não há salvação! As águas estagnadas da religião evangélica estão frias. O barulho ensurdecedor, são como as vacas que Saul poupou para fazer supostos sacrifícios a Deus, mas no cerne da questão estava a verdade de que os fins não justificam os meios. Saul podia ter bons motivos, mas isso não vai justificar a sua metodologia de sacrifício ao Senhor. A obediência aos princípios que regem a adoração, é que vão determinar se algo é ou não correto.
Uma igreja morna, tende a se esfriar. Ainda que se faça muitos programas religiosos, ainda que se introduza muitas técnicas, ainda que se use métodos humanos. Se o Espirito Santo não está presente para abençoar, nada de verdadeiro pode acontecer. Mesmo que o louvor seja barulhento e cantado ao som de vozes profissionais. Mesmo com teatros que emocionam, mesmo que sejam contadas do púlpito, fabulas e histórias que emocionam, mesmo que se fale sobre o "potencial humano" ou explore as dores psicológicas dos outros, usando promessas de alivio através de processos meramente humanos. Tudo isso não faz a igreja ferver no Espirito Santo. Os métodos humanos conduzem a igreja para a era glacial da religião morta.
 Que o Senhor nos ajude, abra os nossos olhos, porque a frieza só vai embora quando o fogo chega. As trevas se dissipam quando as escrituras tornam-se a nossa lampada(Salmos 119:105)


Clavio Juvenal Jacinto

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Pregações Biblicas e Psicologicas



Há muita diferença entre uma mensagem bíblica que confronta e uma mensagem psicológica que conforta, a primeira desperta o homem para sua condição de pecador perante um DEUS santo que quer curar o homem através do sangue de Cristo, a ultima apenas anestesia a chaga do pecado, sem nunca curar o pecador


Pr Clavio J. Jacinto

A PAZ INTERIOR





Uma das mais difíceis virtudes que um homem cristão conquista é o domínio próprio.  Trata-se de um estado de paz e mansidão, que poucos desfrutam. É uma característica ausente em adeptos de seitas, por exemplo. A maioria não permanece em paz, quando confrontados com erros. A mansidão em situações difíceis é um ótimo meio de sabermos se uma pessoa está ou não cheia do Espirito Santo. Porque Divino Consolador nos dá a paz que precisamos para enfrentar as mais difíceis situações que a a vida pode nos dar. Só podemos experimentar a mansidão se experimentarmos o domínio próprio, se não controlamos nossos impulsos e não administramos com sabedoria qualquer problema pessoal ou situacional, não poderemos experimentar em hipótese alguma, a mansidão. veja o amado leitor que a mansidão é classificado como um fruto do Espirito (Galatas 5;22) somente aqueles que recebem da seiva da presença do Espirito Santo, podem desfrutar dessa virtude distinta dos santos.
Com relação a mansidão, Jonathan Edwards fez a seguinte descrição: "Calma e quietude decorrente da humildade de seres mutáveis, que são naturalmente suscetíveis a serem colocados em agitação pelos assaltos de um mundo tempestuoso e prejudicial".
A mansidão é um estado de comunhão perene com o Senhor, condição esta que nos dá a possibilidade de desfrutar de uma paz sobrenatural, em meio as tempestades da vida.
Hoje poucos experimentam tal estado de espirito. O mundo moderno é um campo de batalha onde perde-se as mais sublimes virtudes. Nossa humanidade vive de uma dependência total do consumismo. Queremos coisas do mundo  e estabilidade no mundo. O prazer da maioria dos homens é o prazer de satisfazer a concupiscência e nada mais. O mundo com suas concupiscências passa. Somente aqueles que fazem a vontade do Senhor permanecem para sempre. Só os que estão em Cristo podem experimentar uma verdadeira estabilidade no coração. a fé cultivada de acordo com os princípios evangélicos nos dão as condições fundamentais de viver uma vida em pleno gozo e mansidão.
 Como regra, a paz de espirito também vem com a mansidão, e assim confrontamos as tempestades e as aflições, as batalhas da vida de forma a vence-las ou supera-las de forma maravilhosa. Porque quando Cristo está conosco, Ele nos livra das aflições ou confronta as aflições da vida conosco. Como disse Bill Johnson: "As vezes o Senhor acalma a nossa tempestade, as vezes Ele nos acalma em meio a tempestade" de qualquer forma o que Johnson quis dizer é a suma da vida espiritual plena. a calma sempre existirá, não importa a situação que estejamos enfrentado.
 O alivio sempre está em Cristo, a esperança sempre brilha através dEle. Nosso coração precisa descansar em suas promessas, e esperar com paciência, todas as coisas, em Deus.


PARTE II

A ansiedade não tem o poder de resolver o problema do teu amanhã, mas tem força suficiente para arrancar toda a paz do teu agora

Um dos principais ladrões de nossa paz é a ansiedade. Ela corroi a nossa alma e adoece o nosso espirito. Assim perdemos o foco da vida. A ansiedade aparece para roubar nossa paz e nossa mansidão. Quando a fé enfraquece, a ansiedade ganha forças. Um coração ansioso adoece, cai no pecado da incredulidade e acaba desequilibrando a vida espiritual. Assim muitos começam a perder a paz e a mansidão por causa das inquietações produzidas por uma vida ansiosa.

Devemos lançar sobre Cristo, todas as nossas ansiedades, porque Jesus Cristo tem o poder de resolver nossos problemas e amenizar os conflitos da vida.


Clavio Juvenal Jacinto
claviojj@gmail.com

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Criterio e Prudencia



Seja criterioso consigo mesmo. O coração inteligente não escolhe caminhos incertos. A alma inteligente nunca decide atravessar uma ponte insegura.

Clavio Juvenal Jacinto

Graficos Para Estudar a Biblia

O site Timeline Bible History é simplesmente extraordinario, é uma pagina com escalas e graficos sobre a biblia, a historia das escrituras classificadas pelo tempo desde a criação, com uma pequena biografia sobre os principais personagens de cada epoca. O site está disponivel em ingles, mas é muito bom. Uma excelente ferramenta para aqueles que querem fazer  pesquisas e  estudar as escrituras. Muito bom, altamente recomendavel!






http://timeline.biblehistory.com/

Advogado e Juiz Mensageiros da Paz clipe de 1997

terça-feira, 12 de abril de 2016

NOS PASSOS DE CRISTO



Seguir a Cristo, é um grande desafio, porque é seguir por um caminho que vai na contramão de uma sociedade enferma, oposta aos valores do Reino. No percurso do Cordeiro tem uma cruz, tem uma abnegação, tem um confronto continuo contra o maligno E uma oposição contra todas as obras das trevas. Nos passos de Cristo há as marcas da rejeição, do insulto, do desprezo, da zombaria, do sofrimento. A estrada da vida é uma senda marcada pela humildade e iluminada pela misericórdia. O caminho pode ser dificil, mas por fim, leva os poucos peregrinos, para a glória eterna.(Clavio J. Jacinto)

O PODER DA PALAVRA DE DEUS


O martelo da palavra de Deus quebra corações duros, o fogo da palavra purifica corações contaminados, e a espada da palavra remove os pecados que fazem a alma adoecer. Por mais doloroso que seja o processo, temos o Consolador que nos dá alivio pelo azeite de sua presença. (Veja Jeremias 23:29 com Hebreus 4:12)
Clavio J Jacinto.

SEPTUAGINTA ONLINE

Para pesquisadores e estudantes da biblia. A Septuaginta online


Acesse

http://bibledatabase.net/html/septuagint/

sábado, 9 de abril de 2016

A VIDA TRANSFORMADA PELA ORAÇÃO





Orai sem cessar (I Tessalonicenses 5:17)

 A igreja atual está inserido dentro de um contexto sócio filosófico onde o niilismo parece cada vez mais ganhar força. Mesmo de forma inconsciente, muitos acabam, por suas próprias ações, abraçando uma vida cuja perspectiva são essencialmente niilista. A busca pelo prazer, o egoismo e a vida boa, fazem da cultura ocidental uma cultura do prazer e do êxtase materialista. Mas dentro desse mar que afoga as almas no nada, cada cristão é chamado a vida de oração. Não importa, se orar seja difícil ou esteja completamente fora de moda. Orar é respirar em ambiente sagrado, é fortalecer o coração e nutri-lo com alimento santo. Cristo afirmou ser a verdade e a vida. Quando nosso Bendito Salvador falou sobre a verdade que era ELE mesmo, estava falando de si como uma realidade. Cristo é a realidade. Esse é o fato de orarmos, orar nos coloca na esfera da realidade que é Jesus Cristo.  A oração une o coração com o Céu, une a terra com o trono de Deus. Ao entrarmos no nivel da vida de oração, um caminho está aberto entre nossa alma e o coração de Deus.
 Muito mais do que um ato piedoso, a oração tem que transformar a nossa vida. Se a oração não transforma, ela não é verdadeira oração. A oração deve nos transformar a imagem de Cristo. Alguns entendem que orar é apresentar uma lista interminável de petições a Deus, mas verdadeira oração descentraliza nossa vontade. Nosso egoismo deve ser aniquilado para que a oração tenha um poder transformador, de outra forma, os efeitos abençoados de uma vida de oração não alcançarão os resultados espirituais que fortalecem o nosso caráter. Cristo Jesus, nosso Salvador, passava noites em oração. O caminho da oração que transforma foi aberto por ele mesmo, como lemos em Hebreus 10:19 a 24.
 Porque encontramos tão poucos homens que se dizem cristãos, mas que não trazem na vida as marcas de Cristo? porque não oram de forma a submeterem-se completamente a vontade de Deus. Jesus em sua oração modelo nos convida a orar assim "Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu" não a nossa vontade, mas a vontade do Senhor em nós. Qual é a vontade de Deus? que nos tonemos parecidos com Cristo, a suma da vida cristã é Romanos 8;29, e o meio pelo qual isso acontece é através da pratica da palavra de Deus (Tiago 1:21 a 25) e pela oração, onde prevalece a vontade de Deus em nossas vidas. (Mateus 6;10)
 A oração em secreto, como nos ensina de forma clara o nosso Salvador(Mateus 6;6) essa nos conduz a uma vida de piedade particular com o Deus Santo e Soberano.. A transformação é uma questão de tempo, se o cultivo de uma vida de oração constante for uma realidade, nosso progresso será visto, nossa fé se fortalecerá, a imagem de Cristo será uma realidade na nossa vida. O desfrute de uma comunhão intima com Deus, nos leva para niveis elevados de realidades, e a felicidade que desfrutarmos não virá das coisas passageiras, mas das eternas.

Soli Deo Glória


Clavio Juvenal Jacinto

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Livro Santissima Trindade de John Wesley

Livro de John Wesley que trata sobre a doutrina da Trindade, muito bom! vale a pena ler essa obra

Acesse e faça o download

http://bibliotecaarminianaon.blogspot.com.br/2015/08/a-santissima-trindade.html

Livro Arrependimento É Deixar o Pecado

Um livro muito bom, tratando de um assunto pouco comum em nossos pulpitos: arrependimento,´´












http://bibliotecaarminianaon.blogspot.com.br/2015/02/arrependimento-e-deixar-o-pecado.html

A PACIENCIA




Um cristão precisa sempre cultivar a paciência. As aflições da vida muitas vezes nos remete para condições que desafiam a nossa fé  e nossa esperança. Você já se sentiu abalado? Há nas escrituras, homens que tiveram paciência mesmo diante das mais duras adversidades. Daniel foi levado cativo para uma terra distante, deixou para trás amigos, lar, parentes e a pátria. José, o filho de Jacó também passou por muitas intempéries até chegar ao trono do Egito. Nunca haverá uma experiencia de metamorfose espiritual, se não entrarmos nos processos de quebrantamentos e sofrimentos que o Senhor permite, o diamante não é criado, a não ser que haja muita pressão.  As vezes, encontramos nas escrituras exortações claras, para sermos fervorosos no espirito. Muitas vezes esse fervor, não vem senão através de pressão, como a água que borbulha em uma chaleira sob constante fogo. Muitas tempestades chegam sobre nós, elas são permitidas por Deus, elas não são enviadas para nos machucar ou para nos fazer desviar da verdade. As arvores que vivem no cume de uma montanha possuem a madeira mais rígida. São essas arvores que eram escolhidas para servirem de casco para os antigos navios. Não há firmeza espiritual sem o e exercício da paciência e da perseverança. Se voce quiser contemplar o arco iris, prepare-se para enfrentar e superar as tempestades.
Clavio Juvenal Jacinto

O CAMINHO DA VIDA ESPIRITUAL


Princípios para o bom combate da fé



1-Amar a DEUS. Cultive um amor que cresça cada vez mais. Não há limites para amar aDeus. A meta do cristão é sempre amar mais e mais ao Senhor, um amor que se aperfeiçoa pelo caminho da obediência e da santidade. Pois nosso Bendito Salvador nos ensinou: "Amarás o Senhor teu Deus, de todo o vosso coração, de toda a vossa alma e de todo o vosso entendimento"(Mateus 22:37) quem ama mais, trona-se espiritualmente mais forte.

2-Leia o Novo Testamento com ousadia determinada de confrontar os ensinos de Cristo e dos apóstolos com o seu estilo de vida. Tenha coragem de reajustar e viver a vida cristã de acordo com os princípios e normas das sagradas escrituras. Cave fundo no estudo, e pratique o cristianismo. A fé cristã não deve ser vivida de forma passive, mas de forma ativa.

3-Pessoas são placas que indicam a direção da vida, muitas delas são sinais de advertência outras indicam o caminho do pecado e da destruição. Poucas são as pessoas que nos levam por direções seguras. Na vida cristã, pessoas de bom exemplo nos indicam como agir com sabedoria, pessoas de maus exemplos nos fornecem advertências fundamentais: Não devemos cometer os mesmos erros! Se conheceres pessoas arruinadas, não deves seguir o caminho delas. Só aqueles que te conduzem por caminhos de justiça, devem ser o referencial. O prejuízo e o dano causado por falsos amigos são devastadores, os condutores do erro podem te levar por caminhos irreversíveis

4-A oração e a respiração da vida cristã, o folego da vida espiritual. Orar é unir dois mundos. O mundo da nossa fé com as realidades espirituais., é relacionar-se com Deus. A oração nunca deve ser uma atividade superficial, mas intensa e sincera. Deve ser perseverante e frequente. Todo o exito na vida se cristã se fundamenta vida de oração frequente, todas as batalhas espirituais, todas as conquistas e bençãos são ganhas pela vida de oração.

5-Cultivar uma vida de piedade. A Bíblia ensina que devemos santificar todas as áreas da nossa vida(I Pedro 1;15), nossa linguagem, nossas vestes, nossos pensamentos, nosso coração, tudo isso deve passar pelo processo de santificação. Por isso devemos avançar, progredir em santidade. A tendencia de sermos influenciados pelo mundo é frequente, o progresso espiritual deve ser sempre constante. Cultivar é semear na nossa alma. Jesus chama o coração que aceita a palavra de Deus como terra fertil. Essa palavra que cresce no coração, se transforma em atitudes. Um homem piedoso é uma lampada que indica a direção do céu. é um homem que vive na presença de Deus, tem temor e reverencia e vive para servir ao Deus bendito e soberano.

6-Reajuste o foco da sua vida. Olhe para Cristo, somente para Cristo. Não olhe para homens, eles te decepcionam Olhe somente para Cristo, autor e consumador da fé. Não olhe para quem cai no caminho, olhe para o caminho. Não procure defeitos nos outros, procure os seus, assuma a correção de si mesmo. Procure acima de tudo a perfeição de Cristo, e adote como modelo, como estilo de vida. Não olhe para a falsidade que pode existir nos homens, olhe para Cristo que é a verdade. Jesus é modelo de vida, é exemplo a ser seguido, é confiando nele que fortalecemos nossas convicções.

7-Fugir da aparência do mal. Qualquer cristão está habituado a fugir do mal. Mas as escrituras nos ensinam a fugir da aparência do mal. Isso exige mais cuidado, mais vigilância, mais atenção, mais discernimento. Muitas vezes o mal vem disfarçado de beleza, brilho, prazer etc Precisamos evitar muitas coisas que nos enganam, elas são malignas na sua essência. Cuidado com amizades, hábitos, filmes, televisão, negócios. imagens idolatras, fetiches, símbolos satânicos, tudo isso muitas vezes entra disfarçado em nossa casa, para trazer ruína e maldição. Ore sempre por discernimento e sabedoria, e tome conselho com pessoas competentes sobre o assunto.

8-Destruir velhas pontes e construir novos caminhos. Quando queremos servir a Deus com sinceridade e verdade, precisamos nos desprender de coisas e hábitos e cortar as ligações que nos ligam ao pecado e a perdição. Precisamos também abrir caminhos que nos conduzem as bençãos e ao crescimento espiritual. precisamos ser desbravadores de uma nova vida em Cristo. Abrir caminhos de santidade e amor, procurar sempre seguir o cordeiro, para onde quer que Ele vá. Novos amigos e irmãos, relacionamentos sadios, leitura de bons livros, ouvir sermões que edificam e frequentar uma igreja que pregue a bíblia e seja fiel aos preceitos bíblicos.

9-Comunicação santificada. A bíblia nos dá sérias advertências sobre nossa comunicação, o tipo de palavras que devemos usar, hábitos que devemos evitar. ao cristão não convém palavrões xingamentos e coisas dessa natureza. nossa linguagem deve ser santa e irrepreensível. Com relação aos nossos negócios e compromissos, o padrão de Cristo é: Sim! sim! não! não! A bíblia também ensina que devemos cuidar do nosso coração (Mateus 15:19) O nosso coração fala, e o Espirito Santo ouve os nossos pensamentos. Controlar os nossos pensamentos, só é possível para quem disciplina a sua vida interior. Lembre-se que nossos pensamento são considerados como ações, aos olhos do Senhor. Por isso a exortação bíblica é: "Tem cuidado de ti mesmo"(I Timóteo 4:16)

10-Deixe o Espirito Santo trabalhar em sua vida, através da Palavra de Deus. Precisamos nos aperfeiçoar em nossa fé, progredir cada vez mais. Para isso precisamos praticar a palavra de Deus. Arrancar as ervas daninhas do nosso coração, aprimorar o nosso caráter, cultivar a mansidão, a perseverança, a paciência e o temor a Deus. Deus quer que o nosso interior seja limpo e santificado, para nos encher com a presença do Espirito Santo.

11-Desenvolver o habito de ler a bíblia todos os dias, decorar versículos bíblicos, narrativas que trazem lições espirituais. Cultivar a meditação e a reflexão. Aprender cânticos, hinos e corinhos. testemunhar, convidar pessoas para irem a igreja, presentear amigos e familiares com CDs, Bíblias, Livros. Desenvolver uma conversa centralizada em cristo, Salvação e vida espiritual.

12-Buscar a presença constante com consolador: O Espirito Santo. Ser cheio do Espirito Santo é ser cheio da verdade (O João 5:6) quando o Espirito Santo mora em plenitude dentro de nós, teremos paciência, amor, compaixão, bondade, paciência, perseverança, alegria, paz, etc. A plenitude do Espirito Santo nos dá autoridade e proteção. A presença do Espirito santo é uma blindagem espiritual que nos protege, assim como as armaduras espirituais descritas em Efésios 6. esse é o meio de proteção contra maldições, feitiçaria, influência e opressão espiritual maligna como ocultismo, magia, bruxaria etc. Para sermos cheios do Espirito Santo, precisamos cultivar uma vida de consagração, leitura das escrituras, jejuns, separação do mundo etc.


13-Viver no mundo mas não pertencer ao mundo. Viver a vida cristã com cuidado e  vigilância, como se Cristo voltasse hoje. O motivo da nossa alegria e felicidade deve ser a pessoa de Cristo, a salvação que Ele nos concedeu pela obra de redenção realizada na cruz. Além disso devemos amar a vinda de Cristo, pois esse é o alicerce da nossa esperança Tudo nos mostra que Cristo voltará em breve. Não há um futuro glorioso para quem não sustenta a realidade dessa esperança.

Clavio Juvenal Jacinto


quinta-feira, 7 de abril de 2016

HUMILDADE

нυмιℓ∂α∂є




As estrelas brilham
Mas não vivem num palco
Elas dependem da noite
Para brilhar
A noite só é noite bela
Porque elas brilham

As flores colorem
Mas um jardim não é palco
Elas dependem da terra suja
Para serem rosas e azuis
As flores só são flores
Porque a terra sustentam elas

O por do sol só é magnifico
Porque se inclina as montanhas
Ele depende de um esconderijo
Para ser espetáculo de luz
O sol só é esplendor na tarde
Porque ele prostra-se sobre a terra

A Sequoia só é uma grande arvore
Porque foi semente no sulco
Ferida a terra, alojou a matriz da vida
Para ser arvore, recebeu o orvalho
A força das chuvas
cresceu através da insignificância

A humildade é virtude dos fracos
Dos fracos que recebem forças
Para tornarem-se insuperáveis
Vencerem as loucuras do egoismo
A humildade só é um grande virtude
Porque nela, a santidade repousa

Clavio Juvenal Jacinto

Importante: Leia tambem a postagem anterior, voce será surpreendido pela compreensão profunda da humildade....

O CAMINHO BENDITO DA HUMILDADE


Li recentemente um tratado sobre humildade e soberba, cujo autor foi Bernardo de Claraval, um texto antigo, muito bom. Claraval, foi um abade católico, nasceu em 1090 e faleceu em 1153, embora o texto tenha mais de 800 anos, ele é muito atual, pois a natureza do homem ainda é tão perversa quanto na época de Claraval. Concluindo a leitura, comecei a refletir sobre a vida de Cristo. Pois encontramos no estilo de vida do Mestre Salvador, um exemplo claro de humildade. A luz da humildade brilhou muito forte na vida de Cristo. Resolvi elaborar meu próprio texto padrão sobre a humildade, influenciado é claro, pela obra de Bernardo de Claraval, escrevi com o intuito de servir como padrão de conduta, e levar comigo por toda a minha vida.

"A maioria dos cristãos modernos, procuram um DEUS que alivie suas dores e resolva seus problemas pessoais, não um DEUS que governe as suas vidas" (Clavio J. Jacinto)


A Vida Exemplar de Nosso Senhor Jesus Cristo

A virtude mais extraordinárias de Cristo demostrou foi a humildade. O caminho de Cristo era simples, suas atitudes eram magnificas, suas palavras preciosas. Havia um néctar doce de modéstia em suas ações. Cristo desce até o monturo do desespero humano, desce ao vale dos pecadores, sem se importar com o asco do pecado, ele vem até a lama, seja as suas próprias mãos santas com o pecado da humanidade, para limpar homens e transforma-los em santos. Cristo evita o palco e os aplausos, rejeita a fama. Prefere tocar os leprosos, gente que ninguém queria por perto. Cristo rejeita a posição de hierarquia, para abraçar e tomar em seus braços, crianças que aos olhos da cultura daquela época, nem era considerado como uma completitude de ser. Rejeita os primeiros lugares, as escolas de filosofia religiosa, mas ampara as mulheres, vitimas de suam sociedade machista extrema. As virtudes de Cristo são extraordinárias, sua descida ao mundo tem um sabor misericórdia, sujeita-se a cruz, desce aos lugares inferiores da terra, lava os pés sujos dos discípulos. Ao invés dos holofotes do estrelismo, Jesus Cristo prefere o caminho da modéstia, da simplicidade e da humildade, Cristo desceu até onde homem nenhum quer descer, e subiu, para levar consigo, homens que de outra forma, jamais poderiam subir.  É traves dessa descida as profundezas da miséria humana, e sua ascensão depois da morte sobre a cruz e triunfo sobre a morte, que Cristo pelo caminho da humildade torna-se Senhor Absoluto.

O caminho da humildade pratica, seus princípios operantes (Coisas a serem aplicadas a vida cristã)



1-Cultivar a humildade no coração, com os olhos sempre fixos em Cristo.

2- Aplicar-se a uma vida cuidadosa, com coerência, sobriedade e vigilância.

3-Nunca aceitar as desgraças do mundo como motivos de piadas e risos

4-Falar somente aquilo que edifica os outros e glorifica a Deus.

5-Nunca sair da esfera comum da vida Cristã

6-Considera-te sempre o menor entre todos

7-Lutar para ser um bom cristão, não para tornar-se melhor do os outros, mas para amenizar tuas próprias deficiências.

8- Reconhecer a tua total dependência de Deus.

9- Confessar sempre os pecados e reconhecer as próprias faltas, falhas, erros e defeitos

10-Ser exigente consigo mesmo, enfrentar as tarefas mais duras, com coragem, virilidade e determinação.

11-Submeter-se a autoridade das escrituras e as autoridades constituídas por Deus.

12-A vontade de Deus sempre deve prevalecer sobre a nossa vontade

13-Abster-se de toda a forma de pecado, amando e temendo, aproximando-se de Deus com o coração puro e com a vida consagrada.

14-Ser critico com relação a si mesmo e compassivo com relação aos outros.


O caminho decadente da soberba e suas armadilhas (Coisas a serem evitadas a todo o custo)


1-Entrar na esfera do pecado, e cultiva-lo nas ações como se fossem coisas normais.

2-Contradição entre palavras e atos, disfarce das palavras para esconder as verdadeiras intenções

3-Envolver-se presunçosamente em questões alheias.

4-Visão doentia, achando-se superior a todos os demais.

5-Justificar os próprios erros, mediante os erros dos outros.

6-Determinação doentia e nefasta de buscar glória para si mesmo.

7- pronuncia de palavras inúteis, ações sem valor moral, com o intuito da auto-promoção.

8- Cultivo do prazer egoísta, hedonista sem valor espiritual.

9-Desequilíbrio emocional. Vida espiritual intermitente que conduz a alma a incerteza z e duvidas.

10- Rebelião contra as coisas santas,

11-Amor ao pecado escondido dentro do coração

12- Deixar o velho homem vivo dentro do coração.

13-Amar os elogios, aplausos, e o ser destacado entre os demais.

14-Amar a autopromoção, a auto-satisfação e deixar prevalecer um espirito de orgulho dentro de si mesmo.

---------------------------------------------------------

"A suma da vida Cristã é evitar a corrupção moral, preservar o nosso coração da corrupção mental e evitar com veemência e com austeros combates, a corrupção espiritual" (Clavio J. Jacinto)

---------------------------------------------------------


Autor: Pr Clavio J. Jacinto
           (48) 9622-8870
           claviojj@gmail.com
           https://www.facebook.com/clavio.jacinto

Footer Left Content