quarta-feira, 31 de agosto de 2016

O Caminho do Poder Espiritual



Viver em Novidade de vida no poder do Espirito Santo, é viver uma vida de plena consagração e obediencia a DEUS

Clavio J. Jacinto

Graça Para Ser Obediente




A Vida cristã tem a função de fazer com que a graça de Deus seja um caminho eficaz em direção a uma vida mais santa e obediente ao evangelho

Clavio J. Jacinto

Sobre Regeneração




Aquele que não é escravo da justiça divina em suas ações, mostra com evidencias de conduta, que nunca se libertou de sua natureza pecaminosa.

Clavio J. Jacinto

Livro Grátis Sobre Oração Efetiva


Livro sobre a vida de Oração, recomendo! disponivel em Pdf e em espanhol:

http://iglesiagraciaypaz.net/rec-materiales.html#libros

A Verdade do Evangelho



Poucos gostam de ouvir a verdade do evangelho, porque não querem perder as ilusões terrenas. Para a nossa sociedade consumista e hedonista, ouvir o convite de carregar a cruz de cada dia e negar-se a si mesmo, é um insulto intolerável, pois esse é um discurso impróprio para uma alma embriagada com os prazeres dessa vida. (Clavio J. Jacinto)

Ouse Ser Diferente



Qualquer um pode fazer as coisas fáceis, comuns e possíveis. As coisas incomuns, as atitudes raras, as manifestações de virtudes valorosas, são para aqueles que ousam ser diferentes da maioria que vivem em uma sociedade de sentimentos tão superficiais. (Clavio J. Jacinto)

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Matt Chandler - Tema: Centralizando a vida em Jesus

Esperar não é fácil - Matt Chandler | LEGENDADO

O VALOR DAS AFLIÇÕES

Deus permite a tribulação, para que possamos fortalecer a nossa paciência, permite as aflições, para fazer transparecer a nossa longanimidade, permite as provas para lapidar o nosso carater. Todo o filho de DEUS recebe glorificação no porvir, ma medida que sofre com amor, todas as coisas permitidas por DEUS.

Clavio J. Jacinto

Regeneração e Novo Nascimento, por Anne Dutton

Livro grátis Regeneração e Novo Nascimento, por Anne Dutton





http://oestandartedecristo.com/ebook/detalhe.php?id=393

A Malignidade do Orgulho Religioso


Um dos principais problemas no interior do cristão é o orgulho. A maioria dos cristãos atuais possuem um sério problema de ordem interna; seu orgulho não está morto e o seu eu não foi negado. Não é por menos que tantas divisões hoje dentro do mundo evangélico acontecem por falta de perdão e por uma imensa sede de poder. Pouca gente está disposta a se humilhar, e muito menos se rebaixar para torna-se servo. Todos lutam por um espaço entre os holofotes do palco gospel. O Orgulho está entre liberais e conservadores, em todas parte. É uma infestação satânica no coração do homem. Nosso mundo religioso não produz somente hipócritas, produz também gente que se orgulha da sua hipocrisia. Pessoas que se orgulham de suas obras, de sua posição doutrinaria, e olham com uma arrogância fria, pronta pra condenar todos os que não concordam com a sua cartilha, usam de menosprezo ao invés de compaixão. Não estou falado sobre tolerar pecados ou ser ecumênico ou ainda proteger hereges ou defender falsos profetas. Estou falando de um pecado; o orgulho, pecado tão grave quanto qualquer outro tipo de atividade enganadora como fazem os falsos mestres e falsos profetas. O problema é que entre conservadores há a tendencia de olhar mais para a aquilo que estou fazendo do que olhar para a quilo que Cristo fez na Cruz. O orgulhoso olha para aquilo que ele faz, o humilde olha para a quilo que Cristo fez. O orgulhoso diz: eu sou porque estou fazendo as coisas certas, o humilde diz, eu sou porque Jesus fez por mim. Enquanto que o diabo quis uma posição ascensional, Cristo desceu, sua descida foi sempre projetada a humilhação. o Verbo que se fez carne, desce ao mundo, de seu palácio eterno a esse esgoto moral, e ainda desce até a Cruz e ainda desce ate a sepultura, a região dos mortos. É nesse processo de descer que Ele triunfa sobre uma humanidade caída, louca pela conquista do poder e suntuosidade da fama e dos aplausos. Lá está Cristo pendurado na Cruz sofrendo a vergonha, fora das portas de Jerusalém. O problema comum na maioria dos cristãos que encontro é o orgulho. Em todos os sentidos a malignidade do orgulho se enraíza. O orgulho denominacional, o orgulho de sua própria atividade religiosa. o sentir-se bem porque não pratica o que considera ser pecado, e se sente orgulho, uma segurança produzida pelo próprio coração pecaminoso no que concerne a confiança em suas próprias obras de "santidade".  Sim, devemos ser obedientes aos preceitos bíblicos, sim devemos estar separados do mundo, sim devemos lutar para preservar a integridade do evangelho, porém o caminho do nosso trajeto espiritual é a humildade, é o caminho de Cristo. Somos servos, somos dependentes do SENHOR, somos dependentes da graça de DEUS. A presença e a força do Espírito Santo nos mantem no caminho da vontade de DEUS, não por nossos méritos, mas pelo poder do Espirito Santo.  Quando somos humildes, como foi Cristo, olhamos para os nossos algozes com compaixão. Quando somos humildes, olhamos para os pecadores com a esperança de um dia serem alcançados pela misericórdia de DEUS, e quando somos humildes como Cristo, esperamos o retorno dos desviados e dos apostatas, olhando para eles com olhar de compaixão, orando, intercedendo pelo retorno deles aos caminhos seguros da ortodoxia cristã. porém nada de orgulho, somos servos, inútil é a nossa religião, mesmo que seja revestida do mais puro ouro da nossa moralidade humana, se nossa obra não for selada com o sangue da aliança, se não for produzida pela presença do Espirito Santo em nós, trata-se apenas de feno, madeira e palha. Algo sem qualquer valor espiritual aos olhos do Senhor.

Leitura Biblica suplementar: Isaías 14;12 a 20 com Filipenses 2:5 a 11


Clavio J. Jacinto

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Uma Chamada Radical




Tu me chamaste, e teu grito rompeu a minha surdez. Fulguraste e brilhaste e tua luz afugentou minha cegueira. Espargiste tua fragrância e, respirando-a, suspirei por ti. Eu te saboreei, e agora tenho fome e sede de ti. Tu me tocaste, e agora ardo no desejo de tua paz.
Agostinho de Hipona

Dons Ordinarios e Extraordinarios?


Ao fazer uma divisão artificial anti-escrituristica de dons e milagres, classificando uns de extraordinarios e outros de ordinarios, caem num erro tremendo. Todos dons e milagres são extraordinarios, e se não forem, então se cessaram, já não há mais o dom da fé e nem ressurreição dos mortos, pois esses são os mais extraordinarios de todos...assim como foi o de CRISTO...e é a conversão de um pobre e miseravel pecador ao evangelho pela fé

Sobre Obediencia e Vida Cristã

De uma vida absurda a uma vida obediente

Muitas vezes tornamo-nos surdos, incapazes de saber quando Deus nos chama, incapazes de entender em que direcção nos chama. Desta forma nossas vidas se tornam um absurdo. Na palavra absurdo encontramos a palavra latina surdus, que significa “surdo”. A vida espiritual requer disciplina porque precisamos aprender a ouvir a Deus que constantemente fala, mas a quem raramente ouvimos. Porém, quando aprendemos a ouvir, nossas vidas se tornam vidas obedientes. A palavra obediente vem da palavra latina obaudire, que significa “ouvir”. É necessário ter uma disciplina espiritual se quisermos mudar lentamente de uma vida ‘absurda’ para uma vida ‘obediente’, de uma vida cheia de preocupações agitadas para uma vida em que há espaço livre no nosso interior para ouvir o nosso Deus e seguir a sua orientação. – 
Henri Nouwen

Achar Defeito nos Outros



Um homem egocentrico, lapida uma falsa perfeição de si mesmo, e vive todo o tempo, ocupando-se em achar falhas e criticar os outros. Pobre cego! não consegue achar dentro de si mesmo, os defeitos que com tanta frequencia consegue enxergar no seu semelhante, ele pois está iludido pela sujeira de seu proprio coração falido
Clavio J Jacinto


Sobre a Eficacia das Escrituras


Sobre a Biblia, um certo autor anonimo afirmou:"ESTE LIVRO contém a mente de Deus, o estado do homem, o caminho da salvação, a condenação dos pecadores ea felicidade dos crentes. Suas doutrinas são santas, seus preceitos são justos, suas histórias verdadeiras e suas decisões imutáveis. Leia-a para ser sábio, creia nela para estar seguro e pratique-a para ser santo. Ela contém luz para dirigi-lo, alimento para apoiá-lo e conforto para animá-lo. É o mapa do viajante, o cajado do peregrino, a bússola do piloto, a espada do soldado e charter do cristão. Aqui o paraíso é restaurado, o céu aberto e as portas do inferno divulgados. Cristo é o seu grande objetivo, nosso bom é o seu design e a glória de Deus o seu fim. Deve encher a mente, governar o coração e guiar os pés. Leia devagar, frequentemente e em oração. É uma mina de riqueza, um paraíso de glória e um rio de prazer. É lhe dada em vida, será aberta no julgamento, e será lembrado para sempre. Ela envolve a mais alta responsabilidade, recompensará o mais árduo labor e condenará todos os que brincar com seus conteúdos sagrados."

Um Espaço para os Ateus


Porto da Vida


Viajamos em um mar de sentimentos e saudades
Um infinito eterno onde entra a plenitude do amor
Tudo dentro de um coração que fortalece e se fere
Num mundo de dentro, onde os sorrisos desabrocham

Vivemos um universo de estrelas e choros
Um eterno infinito de memórias e lembranças
Tudo dentro de uma alma que canta e geme
Numa odisseia de viver a vida aqui neste mundo

E quando fomos embora daqui, o que será?
Tudo isso isso se apaga ou se acende com mais fulgor?
Uma alma tão cheia, é terreno fértil para esperança
Porque sem a fé, é impossível suportar a dor e a alegria

Quando o tempo da partida chega, de improviso ou não
Apenas temos uma bagagem intrépida e  tão serena
Como o orvalho que se mistura com a luz das estrelas
Quando a doçura da infância que se mistura com a velhice

Quem dera-me suportar os fardos de minhas palavras
Num consolo de hinos suaves aos ponteiros do relógio
Poetizar ao tempo e declamar aos fortes ventos do norte
Chegar tão louco de saudade, ao meu porto da minha alma

Clavio J. Jacinto

Sobre Egoismo


As vezes na brevidade, as borboletas encontram mais sentido para a vida do que um homem que vive décadas alimentando seu próprio egoismo

Clavio Juvenal Jacinto

A Vida e o Presente


Sábio é o homem
Que não espera viver o amanhã
Porque sabe que a seu coração
Só pode sorver do cálice  presente

Clavio J. Jacinto

A Fé e a Cruz

Viver a vida cristã, é viver a vida como se tudo dependesse da misericórdia de Deus. Na pratica a fé cristã deve nos conduzir para uma unica evidencia: a Cruz de CRISTO não foi em vão pra nós (Clavio J. Jacinto)


Sobre Rejeiçao



As pessoas rejeitam a DEUS, pois possuem uma paixão doente por essa vida passageira. Muitos rejeitam o evangelho até mesmo no ultimo minuto da vida, pois ainda querem sustentar uma esperança ilusória de que a vida terrena nunca vai se acabar. (Clavio J. Jacinto)

A Visão do Coração



Enquanto seu coração estiver voltado para as coisas dessa terra, o caminho do céu será um caminho fechado. Muitas pessoas só procuram a DEUS, quando as coisas terrenas ameaçam ir embora, e elas não querem perder as coisas que elas mais amam, não DEUS mas as coisas dessa terra. (Clavio J. Jacinto)

sábado, 27 de agosto de 2016

A FÉ VITORIOSA


A Perfeição do Amor


Estabilidade Espiritual



Uma virtude importante para o cristão e a estabilidade espiritual. Essa virtude consiste em permanecer confiante e inabalável diante do SENHOR em qualquer circunstância, por mais dificil que seja. Jamais podemos abandonar a nossa fe diante das proas e circunstancia opressivas. As vezes, DEUS permite que passamos por momentos muito difíceis, para que haja uma lapidação constante da nossa espiritualidade e do nosso caráter. Na vida, o próprio SENHOR nos disse que teríamos aflições, e que deveríamos ter diante disso, bom animo. E na experiencia e na maturidade e num bom progresso na vida espiritual, que temos uma estabilidade, e isso nos leva a uma firmeza, também produz uma forte convicção, nosso relacionamento com DEUS tende sempre a se aprofundar, em momentos difíceis. O mais importante e que cresçamos mais e mais no SENHOR, ate a medida de um varão perfeito. Assim seremos perfeita luz para guiar o que se encontram em trevas espirituais.

Clavio J. Jacinto

Depois da Escuridão, a Aurora


Fui mendigo sem estrelas
Filho da lama
Perdido nos caminhos da ilusão

Fui pobre sem nuvens
Grão de areia do deserto
Filho da solidão

Fui o tudo do nada
A folha perdida no vento
Filho da madrugada

Fui tudo isso
Mas agora veio a aurora
Sou filho da luz

Mais do que morto
Sou a vida que pela Vida
Emanou depois da cruz...


Clavio J. Jacinto

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Sobre o Acaso e a Existencia de DEUS



" Se Deus não existe, você não passa de um aborto da natureza, jogado num universo sem sentido para levar uma vida sem propósito "
William Lane Craig

O Homem e a Cruz



O mundo não afeta um homem que morre para ele, Quando o SENHOR diz: "Tome a sua cruz e siga-me", Ele estava mostrando que este mundo é devorado por suas próprias vaidades, mas a cruz nos indica um mundo vindouro que não se acaba, pois foi transformado pela renovação de todas em Cristo. (Clavio J. Jacinto)

Gratidão e Esperança


Vivo a vitória de Cristo
Vivenciando
A vida espiritual é um campo
Onde as sementes morrem
Onde as sementes germinam

Vivo a cruz de Cristo
Morrendo e vivendo
A vida de fé é um céu
Onde  a noite adormece
E as estrelas despertam

Eu simplesmente vivo
O evangelho
Nessa simplicidade, o amor
Desabrocha em gratidão
Porque a esperança depende dela


Clavio J. Jacinto

A VIa de um Homem Crucificado


Em Galatas 2;20, Paulo faz uma declaração radical: Estou crucificado com Cristo, e em seguida ele ainda diz "Não vivo eu mas Cristo vive em mim". Paulo estava falando de uma experiencia pratica, algo que ele estava vivendo. Seu ego estava mortificado, sua natureza carnal estava desativada. Ele era um nulo do ponto de vista humano, um morto na esfera das coisas caídas. A cruz nos leva a isso.

Muitos cristãos dão uma enfase sobre a obra da expiação, colocando a obra de Cristo no passado, mas a cruz de Cristo e a morte de Cristo, tem efeitos práticos na nossa vida agora. A Cruz de Cristo revela uma obra profunda, pois não lida somente com os nossos pecados, mas também trata com a nossa natureza pecaminosa.

Não somente os pecados de Paulo estavam perdoados. A Crucificação com Cristo  abria um caminho para a crucificação da natureza carnal de Paulo. Ele experimentava isso. a morte do seu centro carnal: seu eu. Estar crucificado com cristo, é não viver mais o eu. Não há mais um centro egoísta dentro do nosso coração. O egoismo é esterco que fertiliza o orgulho. Uma vez morta a natureza carnal egoísta, morre nosso orgulho e a semente de outros pecados.

Na vida pratica, isso significa que um homem crucificado com Cristo não está preocupado em ser o ultimo, ser desprezado e  esquecido.Ele não se desespera porque os holofotes da fama não iluminam sua caminhada de fé. Ele não se entristece porque o sucesso e a fama lhe perseguem. Ele é um homem só. todo o crucificado segue o caminho da cruz, o caminho estreito, o caminho do negar-se a si mesmo, e viver a vontade de DEUS.

Diante desse fato, podemos concluir que quando alguém desvaloriza um homem crucificado, ele não desvaloriza na verdade nada, porque um homem crucificado já se considera nulo, um nada na esfera carnal. Quando tal homem é desprezado, isso não lhe atinge porque ele mesmo já desprezou a sua natureza carnal. O centro da vida de um homem crucificado é o Cristo Ressurreto. Ele vive na esfera das coisas espirituais, e estando na videira, Cristo doa um fluir espiritual da seiva da vida eterna. Quando um homem crucificado tem a Cristo como a própria vida, ele já tem tudo o que precisa para ser uma pessoa completa e feliz.

Clavio J. Jacinto

O Progresso Das Virtudes


Não podemos seguir por um caminho tranquilo, com o coração descansando nas coisas maiores, se não estivermos dispostos a progredir sempre para melhor

Clavio J. Jacinto.

Visão Ampla da Vida


Não quero ser um cego a vagar na vida, que eu possa ver tudo o que um homem precise ver a partir da obra de Cristo na cruz.

Clavio Juvenal Jacinto

A Natureza da Fé




A Fé não consiste apenas em você agradecer a DEUS por todas as coisas, mas consiste no fato de você continuar adorando a DEUS, mesmo quando sentir-se como se estivesse perdendo todas as coisas, e ainda se sente como tendo ELE acima de todas as outras coisas. (Clavio J. Jacinto)

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Quando a Verdade Está Fora da Moda


Soberania de DEUS e Escolha dos Homens



É verdade que DEUS é soberano, é verdade que ELE é Todo-Poderoso, sabemos disso, e tenho certeza que qualquer cristão ortodoxo, calvinista ou arminiano sabe disso.

Sendo DEUS Soberano e Todo-Poderoso, ele concedeu ao homem escolhas, para que o homem torne-se um ser livre e responsável. DEUS concedeu isso aos homens, portanto a liberdade é um dom de DEUS aos homens, assim como a salvação é um dom de DEUS.

Assim torna-se claro, que as escrituras falam sobre a responsabilidade do homem e a sua rejeição mediante ao dom da escolha. Em Atos 7:31 as escrituras testificam que os judeus resistiram ao Espirito Santo, assim como em Atos 7:30 nos é dito que eles rejeitaram os conselhos de DEUS. Em outra passagem, Mateus 23:37 nos é dito que eles também resistiram aos planos de DEUS.

Está claro pelas escrituras que ao receber o dom da escolha, o homem possui a responsabilidade de resistir ao Espirito Santo, e tomar a decisão trágica de viver sem CRISTO e morrer sem ELE. Agora sejamos claro, que DEUS sendo Soberano, pode fazer com que uma pessoa já nasça com o proposito de servir a ELE, ou que ele pode por sua soberania escolher alguém dentro da multidão de tal forma, que determine que essa pessoa não rejeitará a sua santa convocação. Isso porque a Soberania e o Poder de DEUS é abrangente e absoluta dentro das coisas criadas.

Pr Clavio J. Jacinto

Responsabilidade com as Almas



Um obreiro que não é apto para ensinar com responsabilidade, e que não maneja bem a palavra da verdade, não pode ter a responsabilidade de lidar com o destino eterno das almas alheias.(Clavio J. Jacinto)

O Engano Sofisticado



A fim de enganar essa geração, um espirito de erro com camuflagem religiosamente cristã se instalou na nossa sociedade, seduzindo os incautos com palavras que nutrem esperança ao ego, proclame um sofisticado triunfo humanista, exalte o coração do homem a fim de cativá-lo com falsos discursos, iludindo as almas que perecem, dando a elas um sentimento espiritual falso e uma alegria ilusória, para conduzi-las a perdição eterna, sem que percebam essa tragédia...ABRA os olhos, voce pode ser uma vitima desse embuste. (Clavio J. Jacinto)

A MAIOR NECESSIDADE DA IGREJA


Caminho da Perfeição Espiritual


O Caminho da perfeição espiritual é iluminada pelo amor que nasce de um coração puro, de um amor puro que nasce de um coração aperfeiçoado, e de um caminho que DEUS escolhe para que possamos andar depois que negamos a nós mesmos.


Pr Clavio J. Jacinto

Campos e Planicies

Campos e Planicies

Vou por esses campos minados de relvas
Espadas que cortam minha alma
Nessas planícies me escondo
Como o sol se esconde por trás dos montes
Sou breve e bravo soldado
Na batalha da vida
Defendendo as flores da compaixão
Chorando as dores do faz de conta
Num caminho tão fértil
Onde os gemidos nascem das fontes
As dores nascem das palavras
violência dos Atos mais vis
Vou por esses campos e planícies
Sem perder a direção das estrelas
Porque quando a terra e seus homens
Me desampararem
Do céu blindado das estrelas
Vem meu consolo eterno

Clávio J. Jacinto


Deus revela-se através da compaixão



A glória humana é consequência de se ser considerado melhor, mais rápido, mais bonito, mais poderoso ou mais bem sucedido do que os outros. A glória conferida pelas pessoas é uma glória que dimana das comparações favoráveis com outras pessoas. Quanto mais alta for a nossa cotação no quadro indicador dos resultados da vida, tanto maior será a glória recebida. A glória tem um curso ascendente. Mas, como é a glória de Deus? Como podemos vê-la e recebê-la? No seu Evangelho João mostra que Deus escolhe revelar-nos a sua glória na sua humilhação. Esta é a boa, mas também perturbante novidade. Deus, na sua infinita sabedoria, escolheu revelar-nos a sua divindade não através da competição, mas sim da compaixão, ou seja, sofrendo connosco. Deus preferiu o caminho do movimento descendente. Sempre que Jesus fala de ser glorificado e dar glória refere-se sempre à sua humilhação e à sua morte. É através do caminho da Cruz que Jesus dá glória a Deus, recebe glória de Deus e nos dá a conhecer a glória divina. A glória da ressurreição nunca pode ser separada da glória da cruz. O Senhor ressuscitado mostra-nos sempre as suas feridas. As pessoas procuram a glória subindo. Deus revela a sua glória descendo. Se queremos ver a verdadeira glória de Deus temos que descer com Jesus…-

 Henri Nouwen, em A Caminho de Daybreak

O Poder da Palavra de DEUS


A verdade não desabrocha como verdade num coração endurecido pela pratica do pecado, a menos que a palavra de DEUS venha como martelo para quebra-lo e depois venha como fogo para aquece-lo. Somente depois desse processo, ela torna-se uma lampada e uma luz para a consciencia.

Clavio Juvenal Jacinto

Desfrute e Espiritualidade


Tres fatos importantes na vida do homem de DEUS: Não há momentos comuns na presença de DEUS, Não existem fatalidades para aqueles que confiam incondicionalmente em DEUS, e cada novo dia, é um milagre a ser desfrutado pelos filhos de DEUS.

Clavio J. Jacinto

sábado, 20 de agosto de 2016

Felicidade Através da Simplicidade



Vive feliz quem  nunca se dá ao luxo de esperar que grandes coisas aconteçam, quando na verdade a soma dos pequenos acontecimentos da vida diária,  proporcionam os mesmos resultados

Clavio Juvenal Jacinto

Solitude e Vida Espiritual



Sem a solitude é praticamente impossível viver uma vida espiritual. A solitude começa com um tempo e um lugar para Deus, e só para Ele. Se crermos que Deus não apenas existe, mas também está ativamente presente na nossa vida – curando, ensinando e guiando -, precisamos separar um tempo e um lugar para Lhe dedicar nossa atenção total. Jesus diz: “Vá para seu quarto, feche a porta e ore ao seu Pai, que está em secreto” (Mt 6,6). Talvez seja preciso anotar na agenda para que ninguém, nem nada, nos tire este tempo, assim poderemos dizer aos amigos, vizinhos, alunos, clientes ou pacientes: “Sinto muito já tenho um compromisso nesse horário”

Henri Nouwen

Sobre a Felicidade e as Coisas da Vida


São as coisas pequenas vistas de modo humilde pela gratidão, que marcam para sempre nossas vidas, como se fossem as coisas mais importantes para nós. É por isso, que na dura prova de uma luta de vida e de morte, quando se vence, se dá muito mais importancia para a saude do que para as riquezas, ou quando ficamos privados por muito tempo de uma liberdade, damos tanto valor a natureza e as flores do jardim. A maior riqueza de um homem é ter a possibilidade de sentir felicidade a partir das coisas simples, que por motivos justos, nos colocam em momentos especiais. Viver é mais do que existir, viver é tecer os vestidos coloridos da nossa existencia, de modo que nossa esperança seja sempre revestida com as roupas de nossas sábias ações

Clavio J. Jacinto

Sobre a Alegria





É incoerente chorarmos por coisas que não valem a pena, mas é prudente sorrirmos para aquelas que mudam o sentido da nossa vida

Clavio J. Jacinto

A Obra da e o Amor


Amamos, pelo fato de ter DEUS nos amado, e amamos mais ainda, pelo fato de CRISTO não nos ter abandonado, e muito mais ainda devemos amar a DEUS em CRISTO no nosso próximo, em que precisa  ser compartilhado uma parte da misericórdia que DEUS nos concedeu pela obra da cruz.

Clavio J. Jacinto

Receber o Dom do Entendimento


Aquele que não procura morrer para suas proprias paixões não está bem disposto para receber o dom do entendimento

Miguel de Molinos

Sobre Perdão e Cura


Nenhuma ferida do coração pode ser fechada e cicatrizada, se antes de tudo, se antes de tudo não estiveres disposto a perdoar (Clavio J. Jacinto)

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O Sofrimento Cristão



Se queres ser um cristão biblico, como foram os primeiros e verdadeiros cristãos do Novo Testamento, então deves abandonar o mundo de vaidades, negar-se a si mesmo, inclusive as próprias opiniões carnais, tomar a tua cruz de cada, e viver uma vida de sofrimento pela causa do evangelho, tal como viveram aqueles verdadeiros cristãos. (Clavio J. Jacinto)

Footer Left Content